A

Arquitetando

Composições com quadros

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Os quadros são elementos interessantes na decoração de paredes, sejam eles gravuras, fotos ou pinturas. Mas para que o resultado seja harmônico é preciso observar alguns aspectos como altura, proporção, tipos de paredes, texturas, etc.

Altura: De modo geral, os quadros devem ser dispostos a uma altura de 1,60m, que permite uma boa visualização da obra, por pessoas tanto altas quanto baixas. Também podemos levar como referência o batente da porta para servir de base para o alinhamento.

Proporção: Devemos observar também a parede onde será fixado o quadro, que deve ser proporcional ao tamanho da obra escolhida. Para paredes muito grandes, um quadro pequeno não é o indicado, mas uma sequência de quadros do mesmo tamanho pode criar um efeito harmônico e agradável.

Alinhamento: Os quadros não precisam ter o mesmo tamanho para serem agrupados na mesma parede, mas o ideal é adotar um referencial na hora da fixação, onde se pode alinhar pela parte inferior ou superior.

Iluminação: Uma maneira de valorizar as obras é a iluminação, mas é preciso ter cuidado com o material do quadro para não causar danos.

Dicas na hora da escolha e colocação:

– Distância do quadro aos móveis – o ideal é fixar 25 cm acima do móvel.

– É interessante que os quadros maiores sejam usados para ambientes maiores, que permitam que o observador tenha uma visão geral do desenho junto ao ambiente, já os quadros menores devem permitir uma aproximação para que possam ser examinados os detalhes.

– O eixo deve ficar na altura dos olhos, entre 1,60m e 1,70m, para que o observador não tenha que levantar ou abaixar a cabeça para visualizá-lo. Exceto em ambientes com o teto muito alto, onde se pode centralizar no espaço.

– Se no ambiente há um elemento marcante, como uma mesa de jantar ou sofá, o indicado é centralizar com esse elemento, para não criar dois pontos focais.

– Se for criar alguma composição de quadros, poderá utilizar molduras com tamanhos e texturas diferentes e os quadros podem ser apoiados sobre aparadores ou prateleiras. É interessante, nesses casos, agrupar as imagens por temática, técnica de pintura ou tipo de impressão.

É de grande ajuda na hora da montagem, fazer moldes de papel para planejar a composição na parede. Depois disso é só soltar a criatividade.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Arquitetando

Por: Jaqueline Mafini

Formada em Arquitetura e Urbanismo desde 2014 e pós-graduada em Engenharia de Gestão e Prevenção Contra Incêndio e Pânico. Atua na área desde 2010, com destaque para design de interiores e prevenção de incêndio.

Comentários