Cidades

DESENVOLVIMENTO

Anunciado estudo de viabilidade do ramal ferroviário Cascavel/Foz do Iguaçu

Análise foi autorizada após o parecer favorável da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) ao Governo do Paraná

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O estudo de viabilidade técnica do projeto para construção do ramal de transporte da Ferroeste, entre Cascavel e Foz do Iguaçu, terá início ainda no primeiro trimestre de 2018.  A análise foi autorizada após o parecer favorável da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) ao Governo do Paraná para o desenvolvimento do plano de extensão ferroviária entre as duas cidades paranaenses.

Os detalhes do projeto determinaram a pauta da reunião ocorrida, no último dia 23, em Curitiba, entre representantes do Governo do Paraná e a direção da Ferroeste, com participação do coordenador da Casa Civil para o Oeste do Paraná, Phelipe Mansur. No encontro, o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, informou que, no próximo dia 29 deste mês, será encerrado o prazo do Governo Estadual para a convocação de consórcios interessados em executar o estudo de viabilidade técnica sobre novo ramal da Ferroeste, que ligará Paranaguá (PR) a Dourados (MS). Por parte da Ferroeste, participaram da reunião o diretor presidente, João Vicente Bresolin Araújo, e CFO Carlos Roberto Fabro.

A ideia, de acordo com Richa Filho, após a habilitação dos consórcios, é incluir no tronco principal da ferrovia entre os dois estados (PR e MS), o ramal conectando Cascavel/Foz. “A expectativa é que, no início de fevereiro, os consórcios já estejam habilitados para a execução do projeto, e a partir daí, se inicie um período de 270 dias para que os consórcios elaborarem os estudos de viabilidade técnica e apresentem para a Ferroeste”, disse. Na sequência, detalhou Richa Filho, será aberto o edital de licitação do projeto “e a previsão é que as obras iniciem em 2019”.

Os detalhes do projeto foram discutidos em reunião entre representantes do Governo do Paraná e a direção da Ferroeste

Phelipe Mansur, coordenador regional da Casa Civil na região oeste do Paraná, adiantou, ao participar das discussões, que uma nova reunião será agendada entre o Governo do Paraná e a direção da Ferroeste, logo após a habilitação dos consórcios para o início do estudo de viabilidade técnica do projeto do novo ramal da companhia entre os dois estados. “Vamos sentar com os consórcios habilitados para apresentar o projeto de inclusão do trecho Cascavel/Foz no tronco principal, entre Paranaguá a Dourados”, destacou.

“Então, o tronco principal (ferroviário) vai ser executado com a habilitação do EVTE (Estudo de Viabilidade Técnica) e a gente vai apresentar esse ramal (Cascavel/Foz), porque a concessão deles (dos consórcios) vai dar também autorização para construir a extensão para Foz do Iguaçu, o que proporcionará um plus para o desenvolvimento regional, geração de empregos, atração e instalação de empresas e indústrias na cidade”, ressaltou Phelipe Mansur.​

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários