Economia e Negócios

FOZ DO IGUAÇU

Preços dos ovos de Páscoa variam em até 86% nos supermercados

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O preço de um ovo de Páscoa de 185 gramas de uma mesma marca pode variar em até 86% dependendo do local onde for comprado em Foz do Iguaçu. O dado foi divulgado pelo Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Cepecon) da UNILA que, no mês de março, fez um balanço sobre os preços dos produtos consumidos tradicionalmente na páscoa.

Entre os ovos de Páscoa voltados para o público infantil que acompanham brinde ou brinquedo, a variação pode chegar a 66,28% no município. As caixas de bombom (300 g) e barras de chocolate (125 g) podem variar em 32,45% e 46,09% respectivamente. Já a colomba, adereço alimentar muito consumida na páscoa, apresentou uma variação de 43%.

Para o professor Henrique Kawamura, coordenador do Cepecon, a dica para economizar nesse período é, como sempre, pesquisar. “Sempre pesquisar em mais de um lugar. Como se vê na pesquisa, existe muita diferença de preço de um mesmo produto. Também é possível encontrar ovos mais baratos fora do grupo das grandes marcas comerciais”, disse.

Cesta básica 

O levantamento mensal do Cepecon também mostrou um aumento de 0,22% no custo dos produtos que compõe a cesta básica em março de 2018, com relação ao mês anterior. O grupo de produtos que mais contribuíram para o valor positivo, foram os leites e derivados e os panificados. “Esses dois itens são um dos grupos que mais pesam no orçamento familiar. Desse modo, qualquer aumento nos preços dos produtos desses grupos podem elevar o índice geral mesmo que outros grupos apresentem expressiva redução nos preços”, explica Kawmura. O leite UHT apresentou aumento de 7,9% e o queijo muçarela de 10,1%. Os panificados tiveram aumento de 4,58% devido principalmente pelo aumento do pão de forma e do bolo industrializado.

O aumento do índice geral só não foi maior por que o preço das carnes, também com expressivo peso nas despesas familiares  reduziu no período. A carne suína contínua em queda (-3,63%). Entre as carnes bovinas foi registrada queda no preço da costela (−15,8%), acém (−7,49%) e paleta (−5,62%). Por outro lado, está mais caro comprar patinho com aumento de 5,62% e contra-filé (5,81%), além de frango inteiro (7,69%) e ovos (16,9%). De acordo com o boletim do Cepecom, o preço dos insumos para produção de frango foi principal fator de pressão para o aumento.

Nos hortigranjeiros, está mais barato comprar batata (-22,5%), repolho (11,24%), tomate (-7,06%) e alface (3,24%). O bom clima nas regiões produtoras aumentaram a oferta foi o fator que possibilitou essa queda nos preços.Em contrapartida, a cabelo aumentou cerca de 18%.

Entre as frutas, a banana nanica, mamão formosa e melancia contribuíram com variação positiva de 11,28%, 14,2% e 7,1%, respectivamente. Segundo produtores, a maior oferta e consequente queda nos preços no caso da banana é esperado apenas no mês de maio segundo produtores.

O boletim completo com a variação de preços da cesta básica e dos produtos de páscoa está disponível em http://cepecon.com/.

 

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários