Educação e Cultura

CRESOL COSTA OESTE

Encerrado programa Olhar para o Futuro

O Programa “Um Olhar para o Futuro”, desenvolvido pela Cresol Costa Oeste, foi encerrado em Medianeira, envolvendo professores e alunos dos quartos anos das escolas municipais Idalina Pasquotto Bonatto e São Luis de Maralúcia. Em ambas escolas, foi trabalhado produção de horta com plantas medicinais.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

No começo, os alunos prepararam os canteiros, plantaram as mudinhas, ajudaram a cuidar até que estivessem prontas para serem usadas para os chás e usados na alimentação. Os trabalhos nas escolas foram denominados “Plantando Saúde” e “Projeto Bem Estar”, envolvendo alunos dos quartos anos. A professora da Escola Idalina Pasquoto Bonatto, Angela Maria Santos garantiu que a aceitação foi melhor do que o esperado. “Às vezes inventam desculpas que estão sentindo dores para tomar o chá na cozinha. Portanto, controlamos para que não tenha excessos, mas assim percebemos que eles realmente amaram fazer esse trabalho na horta”, confirmou. Em nome dos demais professores que participaram do Projeto, ela também agradeceu a Cresol pela oportunidade de ter trabalhado o cooperativismo em sala de aula, que acrescentará muito à vida dos alunos.

Esse Projeto também buscou envolver a comunidade escolar e seus familiares, trazendo conhecimentos sobre cooperativismo, cidadania, educação financeira, além de ajudar na formação das crianças, promovendo a sucessão familiar em relação à produção agrícola e o fortalecimento dos laços com o campo. Para a Diretora de Formação da Cresol Costa Oeste Silvania Aparecida, o trabalho é satisfatório pela participação dos pequenos e comunidade escolar. “Trabalhar na horta trouxe muitos momentos de felicidade às crianças, além dos ensinamentos de sempre cooperar com o colega. E nos deixa satisfeitos em saber que professoras e direção ficaram contentes com a melhoria no comportamento dos alunos”, disse Silvania. Além do trabalho em Medianeira, a Cresol Costa Oeste também envolveu professores e alunos de escolas municipais em Missal e São Miguel do Iguaçu.

Trabalho envolveu alunos das escolas municipais Idalina Pasquoto Bonatto e São Luís

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários