Esporte

COPA DO MUNDO DE FUTEBOL

Estados Unidos, Canadá e México serão sedes em 2026

Essa foi a decisão das 203 associações de futebol que votaram nesta quarta-feira, no 68º Congresso da Fifa, em Moscou, capital da Rússia.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

A candidatura tripla, que ganhou apoio do presidente norte-americano Donald Trump, se fortaleceu nas últimas semanas e entrou como favorita, bateu os africanos de Marrocos por 134 votos a 65. A única federação que não tinha representante para votar foi a de Gana, que foi dissolvida na última semana após o estouro de um escândalo de corrupção e compra de resultados envolvendo árbitros e dirigentes das mais diversas categorias.

Já locais como Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens Americanas, que pertencem aos Estados Unidos mas possuem federações próprias e ligadas à Concacaf, não puderam participar da votação. Estados Unidos, Canadá, México e Marrocos, por sua vez, não tiveram direito a participar do pleito, já que eram os representantes de cada proposta. O Irã foi o único que votou em “nenhuma das alternativas”, e Cuba, Espanha e Eslovênia se abstiveram. O Brasil, de maneira surpreendente, votou no Marrocos.

A candidatura norte-americana já havia sido a mais bem avaliada pela Fifa, que realizou uma inspeção e deu nota 402,8 (de 500). Marrocos, que tentou sediar o Mundial pela quinta vez, havia conseguido nota bem menor: 274,9. De acordo com Estados Unidos, Canadá e México, a primeira Copa com 48 seleções terá 16 sedes e 23 estádios, todos já em funcionamento e que precisarão apenas de pequenas reformas ou modernizações. A média de lugares disponíveis é de 68 mil lugares por arena.

No fim das contas, os dirigentes da Fifa optaram por uma candidatura considera mais forte e pronta, principalmente pelo fato da infraestrututa de transportes e hotéis já estar praticamente toda em ordem.

Essa será a terceira vez que o México terá a Copa em seu território, depois de 1970 e 1986, e a segunda vez dos Estados Unidos, depois de 1994. Será a primeira oportunidade para o Canadá, apesar do país ter sediado o Mundial feminino em 2015. Vale lembrar que o torneio em 2026 mudará de formato para agrupar as 48 seleções. Serão formados 16 grupos de três times, com os dois melhores de cada chave avançando para os mata-matas.

O Mundial passará a ter 80 jogos, 16 a mais que o formato atual. No entanto, seguirá durando 32 dias, como hoje.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários