M

Memórias

MEMÓRIAS

Memórias do Jornal Mensageiro

Seguindo a publicação de reportagens históricas do Jornal Mensageiro, nesta semana destacamos a conquista do Esporte Clube Barra Limpa de São Bráz, no Campeonato Municipal.

Data de publicação original: 04/02/1978

Número da edição original: 180

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves
Fac-símile da reportagem de 04 de fevereiro de 1978

Barra Limpa Campeão Municipal

Assim como já não tínhamos qualquer dúvida de que o Esporte Clube Barra Limpa de São Bráz era a melhor equipe do Campeonato Municipal, a afirmativa concreta veio domingo quando na preliminar, o Cruzeiro de Pinheirinho venceu o Cultural por 2×1, e no jogo de fundo o Barra Limpa de São Bráz defrontou-se com o Atlético de Missal vencendo 4 a 2.

Preliminar

Jogando na partida preliminar, o Cultural deixou escapar a chance de neste ano ficar de posse definitiva  do ambicionado troféu a “Taça Rotativa”, só não conseguindo porque os atletas do Cruzeiro estavam numa tarde esplêndida, vencendo por 2 a 1. Zeca na cobrança de um pênalti abria o marcador aos 23 minutos do primeiro tempo, Valter contra aos 28 minutos da segunda etapa empatava para a Cultural e Neca aos 43 minutos assinalava o gol que dava ao Cruzeiro a sua primeiro vitória na fase final, ficando em terceiro perdendo para o Cultural no saldo de gols. Aos 35 minutos da fase final por ofensa moral ao árbitro Nabor Menegazzo foi expulso o jogador Jacks, causando uma grande confusão, onde o árbitro nos asseverou que foi agredido pelo Técnico e certos jogadores. Mas, confusão mesmo foi no final do jogo quando os jogadores e torcedores inconformados com o resultado jogaram pedra atingindo o árbitro Nabor Menegazzo e terra no pessoal da Liga que estava trabalhando e nas demais pessoas que ali permaneciam.

Detalhes Técnicos: Arbitragem: Nabor Menegazzo, auxiliares Cascata e Nelson Tormes. Cruzeiro: Enori, Neco, Neca, Lelo, Mário (João), Romeu, Henrique, Clécio, Olvides, Gilberto, Carlos. Cultural: Darcy, Rene, Valter (Valdir), Arnildo, Traira, Jacks, Nadir, Checo, Roque, Ademar, Zeca.

O empate bastava

Necessitando apenas de um empate para ser campeão, o Barra Limpa de São Bráz que defrontava-se com o Atlético de Missal não encontrou moleza para derrotar o time Missalense mas mesmo assim, venceu por 4×2.

Gols: Osmari aos 20 e 21 minutos da primeira etapa. Rui aos 16 da segunda etapa e Arnildo contra marcaram para o Barra Limpa. Silvino aos 15 da segunda etapa Brito aos 21 marcaram para o Atlético. O São Bráz consagrou-se campeão com: Eraldo, Caio, Ricardo, João, Erci, (Lauro), Darci, Osmari, João Boch, Rui, Leonir, Rudimar. O Atlético perdeu com Bráz, Juca, Chico, Roque, Silvino, Artemio, Plínio, Ari, Brito, Saudir (João), Lauri.

Arbitragem: Nelson Tormes, Bandeiras: Cascata, Danúncio.

Fica no aguardo a festa da entrega das faixas ao time campeão Municipal – 77 que temos certeza será revestida de total êxito, sendo realmente o coroamento de mais um capítulo do esporte municipal, promovido pela LUME – Liga União Medianeira Esportiva.

 

Comentários