Cidades

parceria

Alunos da Escola Renascer de Missal participam do Projeto Maleta de Leitura

Mais de 100 alunos receberam os livros que integram o Programa União Faz a Vida do Sicredi

Na manhã de quarta-feira, 01 de junho, representantes da Sicredi Vanguarda estiveram na Escola Municipal Renascer em Missal para a entrega de livros que integram o Programa União Faz a Vida. O referido programa é uma parceria entre a instituição financeira e o Poder Público Municipal, que teve seu lançamento no dia 15 de outubro de 2021 em cerimônia no Centro Paroquial de Missal.

Participaram da entrega o vice-prefeito de Missal, Eugênio Schwendler (Chenho), a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Clarice Maria Grings Friedrich, acompanhada da Coordenadora Pedagógica Geral da secretaria, Neusa Ruscheinsky, o gerente da Sicredi Unidade de Missal, Eduardo Soethe, a gerente Administrativa Financeira da Sicredi, Dirlei Everling e a gerente de Negócios da Sicredi Unidade de Missal, Liliane Bohnert Forster.

 

A Assessora de desenvolvimento do Cooperativismo, Gracielle Gielow, juntamente com Gabriela Saczuk do mesmo setor, também conversaram com os alunos, relembrando o propósito do União Faz a Vida. A equipe de coordenação da Escola Renascer, com a diretora Marisa Jung, e os colaboradores da instituição também acompanharam a entrega.

Maleta de Leitura

A Escola Municipal Renascer, por intermédio da Professora Danieli Dewes, regente das turmas do 1º ano “A” e “B”, juntamente com as Coordenadoras Bruna Pelenz e Clarice Buche, está realizando o Projeto “Maleta da Leitura” com as turmas do infantil 4, infantil 5 e 1º ano, períodos matutino e vespertino, envolvendo um total de 124 alunos.

O Projeto desenvolvido na Escola, iniciativa que integra o Programa União Faz a Vida, conta ainda com os professores colaboradores. Andressa Follmann Schneider (infantil 4 “A” e “B”), Glades dos Santos (infantil 5 “A”) e Sandro Junior Camargo de Campos (infantil 5 “B”).

A professora Daniele Dewes explica que no Projeto cada turma tem a sua Maleta da Leitura, contendo livros de histórias infantis, revista Nosso Amiguinho e um caderno para apontamentos (desenho) no qual cada criança poderá realizar um desenho sobre a história que que leu.

Daniele ainda afirma que há a percepção que a realidade atual vem afastando cada vez mais os alunos do ato de ler. “O acesso a celulares, computadores, videogames, tv, o acesso restrito a leitura no núcleo familiar, e a falta de incentivo, têm ocasionado pouco interesse para leitura e por consequência dificuldades marcantes quanto a fluência na leitura e escrita”, observa.

A professora cita como dificuldades o vocabulário precário, reduzido e informal, dificuldade de compreensão, erros ortográficos, poucas produções significativas dos alunos, conhecimentos restritos aos conteúdos escolares. “Entendemos que é necessário que a escola busque resgatar o valor da leitura, tanto acadêmica quanto recreativa, requisito para emancipação social e promoção da cidadania”, acrescenta.

O intuito do projeto, segundo Daniele, é favorecer o acesso dos alunos a diferentes gêneros textuais, em diferentes espaços, para que se envolvam em práticas de leitura, além de oportunizar diversas aprendizagens, desenvolvimento no processo de aquisição de leitura e escrita, socialização e interação com os colegas.

“Proporcionando momentos prazerosos de leitura em família, ampliação do vocabulário, construção do pensamento crítico e criativo e conhecimento de novos significados, a partir da experiência vivenciada pelo aluno, alcançando, assim, dimensões lúdicas e afetivas”, finaliza a Professora.

Comentários