Cidades

políticas públicas

Audiência Pública discute o sistema de garantia dos direitos da criança e do adolescente

Foi realizada na manhã desta sexta-feira, 19, uma audiência pública sobre o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência. O evento, realizado no auditório da Associação Comercial e Empresarial de São Miguel do Iguaçu (ACISMI), foi organizado pela equipe responsável da Rede de Proteção, veiculada à Secretaria da Assistência Social.

Estiveram reunidos profissionais da Assistência Social, Saúde, Educação, Esporte, Cultura, Conselho Tutelar e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente com o objetivo de alinhar as ações das políticas públicas e maneiras de atendimentos a esse público.

“Como atender uma criança que está na aula de futebol, por exemplo, e relata que foi vítima de uma forma de violência. Como o professor tem que conduzir essa conversa, para quem e como notificar”, cita a psicóloga Vanessa Tramontin da Soler Araujo, condutora da audiência.

Para a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Lidiane Scheffer, o evento foi muito importante para mostrar como funciona a Rede de Proteção e como contribuir. “Nesse um ano que estou à frente do conselho, observo um resultado muito positivo do trabalho. Temos auxiliado muitas famílias que enfrentam a problemática da violência”, destacou.

Segundo a assistente social Maria Aparecida de Souza, o maior desafio está no atendimento da violência dentro da própria família. “Essas famílias não aceitam ajuda e atendimento. Precisamos insistir muito para auxiliar”, observa.

A secretária de Saúde, que esteve à frente da Secretaria de Assistência Social por quase três anos, Adriana da Silva Motta, enfatizou que, em São Miguel do Iguaçu, atender a essa missão tem sido prioridade nos últimos anos. “O Governo Municipal tem melhorado e fomentado diversas políticas voltadas às crianças e adolescentes, nos diferentes setores como assistência social, saúde, educação e esporte, cultura e lazer”, informou.

Comentários