Cidades

SEM AGROTÓXICOS

Comitiva da Polônia visita propriedades rurais do Oeste para conhecer modelos de produção sustentável

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O cultivo sem o uso de agrotóxicos chama a atenção de diversos setores mundiais. Na última semana, uma comitiva da Polônia visitou a região Oeste do Paraná e esteve em Cascavel para conhecer duas propriedades da linha São João, onde são desenvolvidos trabalhos sustentáveis. A base de produção conta com suporte da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore).

Conforme um dos técnicos da cooperativa, Jéferson Cruz dos Anjos, os exemplos que chamaram a atenção foram o manejo agroecológico, plantio sem o uso de agrotóxicos, e a rentabilidade em pequenas propriedades. Edson Duarte da Silva, que também presta serviço por intermédio da Biolabore, lembra que é possível ter uma boa produtividade de forma sustentável.

Exemplos de piscicultura, forma de produção de peixes e outros detalhes foram conhecidos em uma das propriedades. “Um dos cases foi a produção de tanques para cultivo de peixes em pequenos espaços”, frisa Jéferson Cruz dos Anjos. Na propriedade houve apresentação da produção em estufas, com destaque para hortas e frutíferas, sem o uso de agrotóxicos. “A impressão que tivemos é que os integrantes da comitiva tiveram uma avaliação positiva a respeito dos cases de produção”, salienta.

A comitiva estava no Show Rural e era composta pelo vice-presidente da Região de Wielkopolska, Krzysztof Grabowski e ainda por Jaroslaw Maciejewski, vice-presidente do Parlamento Regional da Região de Wielkopolska; Monica Pacznska,  diretora do Departamento da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Izabela Mroczek, diretora do Departamento de Programas de Desenvolvimento Rural,Paulina Stocka, secretária de Cooperação Internacional, responsável pela relação com América Latina e ainda Grazyna Alves Swiarkows Swiatkowska.

O trabalho desenvolvido pela Biolabore é executado em parceria com a Administração Municipal de Cascavel e financiado pela Itaipu Binacional, por intermédio do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários