Cidades

SANEPAR

Como está a situação da água em Medianeira?

O Dia Mundial da Água foi comemorado em 22 de março e apresenta como objetivo colocar em discussão assuntos importantes relacionados com esse recurso natural. Diante da importância da água para a nossa sobrevivência e da necessidade urgente de manter esse recurso disponível, surgiu o Dia Mundial da Água. Essa data foi criada em 1992 pela ONU e visa à ampliação da discussão sobre esse tema. E como forma de ilustrarmos essa data importante, trouxemos essa realidade a Medianeira e entramos em contato com a Sanepar para saber o atual cenário no município, investimentos, continuidade dos rodízios e consumo consciente.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

ESTIAGEM – Mesmo com a boa quantidade de chuvas que aconteceram na semana passada em Medianeira e demais municípios da região, ainda foram insuficientes para alterar de modo significativo o cenário de estiagem em Medianeira. A Sanepar registrou 37 mm de chuva nos últimos dias. Embora isto tenha contribuído para aumentar a capacidade dos reservatórios, não foi o suficiente para que a produção de água volte a capacidade anterior à estiagem. A estiagem reduziu a vazão dos mananciais e o calor tem provocado aumento no consumo de água. As equipes vão continuar fazendo a análise e o controle do sistema diariamente. O alerta para o uso racional e consciente da água continua. A orientação é para que sejam priorizados os usos para o consumo humano, alimentação e higiene pessoal.

INVESTIMENTOS – A Sanepar nos últimos anos tem promovido investimentos constantes em Medianeira, com a substituição de redes de água antigas por tubulações mais modernas, o que melhora o fluxo de água. Também foram instalados no ano passado dois novos poços. Mais recentemente, já com o município bastante afetado com a estiagem, foi realizada uma obra emergencial de ampliação de produção de um dos poços já existentes, que fica localizado na região noroeste da cidade. Além disto, a Sanepar mantém o reforço no abastecimento com caminhões pipas que atuam 24 horas por dia nos bairros mais afetados pelos rodízios.

RODÍZIOS – Todos os dias técnicos avaliam a situação dos reservatórios e o consumo de água da população. Como as análises são diárias, a aplicação ou não, bem como alteração no tempo do rodízio podem ocorrer. Em todos os casos a Sanepar irá imediatamente comunicar a população por meio dos veículos de imprensa e informação à sociedade. É importante lembrar que a participação da população com o uso consciente da água é fundamental nesse período e têm influência nas análises técnicas. Durante a noite continuam sendo feitas manobras para encher os reservatórios. Por esta razão, o sistema pode apresentar baixa pressão nas redes de distribuição de água em todas as regiões da cidade. O abastecimento deve voltar à normalidade de forma gradativa durante a madrugada. A Sanepar alerta que, caso não cheguem as necessárias chuvas, o rodízio poderá ser ampliado para 24 horas de fechamento.

CONSUMO CONSCIENTE – Deve-se sempre lembrar que a água é um bem fundamental para a saúde das pessoas e está cada vez mais escasso. Por isso, o uso consciente é importante em qualquer época e principalmente em tempos de estiagem. Neste período o uso deve ser priorizado para o consumo humano, como hidratação e alimentação e para a higiene das pessoas. Atividades como lavar carro, lavar calçadas e outros usos devem ser evitados. Atividades simples como reduzir tempo de banho e reutilizar a água do enxague de roupas, na rega de plantas, na lavagem de calçados e tapetes e no vaso sanitário, além de reduzir o tempo no chuveiro, fechar as torneiras ao lavar louça, escovar os dentes e fazer a barba são as principais orientações da empresa.

PROGRAMAÇÃO DO RODÍZIO

Na quinta-feira (26), voltam a ser fechados os setores das regiões do Frimesa, Jardim Laranjeiras, Irene, Parque Pitangueiras, Jardim Florença, Parque das Flores, Alegria, Itaipu, Mutirão, Independência, Dom Pedro, Pavan, Pedreira, Berneck e Pinandi.

E, na sexta-feira (27), a interrupção do abastecimento volta a ser nas regiões dos bairros Santos Dumont, Jardim Universidade, Cidade Alta 1 e 2, Nazaré, em parte do Centro no quadrante entre as ruas Pedro Socool e Lagoa Vermelha e a Avenida Veranópolis com a Avenida Soledade, em parte do São Cristóvão nos espaços entre a Avenida Soledade com a Londrina e da Rua Paraná com a Lagoa Vermelha, Panorâmico, Jardim Tropical, Ecovilla, Veneza, Maturavilla e Portal do Lago.

A Sanepar lembra que o Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115, que funciona 24 horas. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula. Para consultar esta e outras informações, utilize o aplicativo para celular e tablet Sanepar Mobile ou acesse o site da Sanepar: www.sanepar.com.br.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários