Cidades

MISSAL

Denúncias de abuso sexual de crianças e adolescentes podem ser feitas no Conselho Tutelar

Continuando a série de entrevistas sobre o mês de combate ao Abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, o Presidente do Conselho Tutelar de Missal, Arilson Kroth, esteve na emissora de rádio local (Rádio Nativa FM) falando um pouco do trabalho que realizam diante o tema.

De acordo com Arilson, o Conselho tem recebido denúncias principalmente de abuso sexual. “A maior dificuldade se deve ao fato de cerca de 80% dos casos ocorrerem dentro de casa, ou com pessoas próximas a Família”, observa o presidente. “Ao receber a denúncia encaminhamos para a psicóloga, na tentativa de identificar se de fato o abuso aconteceu”, explica.

Arilson ainda informou que após esta análise clínica com a profissional de psicologia, há um procedimento onde o caso é encaminhado à polícia civil para o registro do boletim de ocorrência, e ainda, se necessário, encaminhada à Foz do Iguaçu para exames. “A Polícia investiga e encaminha ao Ministério Público para a providências posteriores”, completa.

Qualquer suspeita de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes pode ser denunciada junto ao Conselho Tutelar de Missal. “Isso não significa que esteja acontecendo o abuso, mas é bom prevenir, isso pode salvar uma criança”, alerta Arilson. O Conselho Tutelar está a disposição com plantão 24h pelo fone (45)99148-9393. “As denúncias podem ser anônimas”, lembra o conselheiro.

O dia 18 e maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate, pois, uma garota de 08, Araceli, foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada, no Espírito Santo. O corpo foi deixado desfigurado e em avançado estado de decomposição próximo a uma mata, em Vitória, dias depois de desaparecer. Este fato ocorreu no dia 18 de maio de 1973. “Gostaria de pedir aos pais que cuidem de seus filhos, não deixem eles saírem sozinhos, acompanhem mais os filhos”, aconselha Arilson.

Comentários