Cidades

MEDIANEIRA

Em entrevista coletiva, prefeito Ricardo Endrigo esclarece dúvidas sobre o coronavírus e decreto

Na manhã de hoje (20), em entrevista coletiva à imprensa, o prefeito de Medianeira Ricardo Endrigo esclareceu dúvidas sobre o decreto nº 108/2020, publicado ontem (19), que determinou estado de emergência em decorrência da pandemia do coronavírus, fechamento do comércio e prestadores de serviço, dentre outras medidas. Confira a entrevista completa editada por temática:

Decreto nº 108/2020

Na verdade a administração municipal, tendo em vista, a situação do coronavírus (covid-19), vem recebendo orientações do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde do Estado e também acompanhando a questão através do nosso setor de Epidemiologia. No dia 17, terça-feira, já emitimos um decreto nº 104/2020 que criou o Comitê de acompanhamento da crise, para o coronavírus. Já fizemos uma primeira reunião e definimos algumas ações, que foram colocadas naquele decreto, porém, as questões são muito dinâmicas nesse sentido, e o grande interesse é proteger a população, para que esse vírus não chegue em uma escala muito grande, porque se a curva dele se elevar repentinamente, o sistema de saúde, que já é precário, entra em colapso. Então, nós temos que preventivamente mitigar a chegada desse vírus.

Essas medidas que saíram no decreto nº 108/2020, ontem (19), que passa a valer em parte a partir de hoje (20), em parte a partir de amanhã (21), foi para que nós possamos formar um cinturão de segurança aqui em Medianeira, com essas medidas. E o mesmo decreto que nós elaboramos aqui em Medianeira, nós conversamos com os prefeitos de São Miguel do Iguaçu, Missal, Matelândia e Serranópolis do Iguaçu que também vão editar decretos hoje (20), ou alguns já editaram ontem (19), nas mesmas datas base para fechamento de alguns serviços e também do comércio em geral e prestadores de serviço, definitivamente a partir de amanhã (21), sábado. Por que não dia 23? Porque um ou dois dias é muito importante na mobilização de esforços para conter a chegada e a expansão desse vírus, e mitigar a contaminação da população. Então, esse decreto é amplo, ele tem muitas questões abordadas. Mas eu quero destacar que nenhuma destas medidas que nós tomamos foi pessoal do prefeito, mas sim discutida no Comitê de crise, seguindo orientações do Ministério da Saúde e ouvindo principalmente os técnicos da saúde. Por que antecipar a medida do dia 23 para o dia 21? Isso foi a partir de opiniões técnicas, de médicos, do pessoal da rede de saúde pública, no que diz respeito ao controle a epidemias, ou pandemias, como é o caso do coronavírus.

O decreto também diz que não vão ser mais permitidas visitas hospitalares, porque se todo mundo for ao Hospital, a possibilidade de contágio é muito grande. Se for levar algum doente na UPA, vá uma pessoa só para não tumultuar. Além disso, menos pessoas, também dá mais tranquilidade ao profissional de saúde. Aliás, hoje (20), teremos um evento de aplauso ao profissionais da saúde, às 20h30, é uma ótima ideia. Vão nas janelas aplaudir, porque nós dependemos desses profissionais.

Outra questão que está no decreto é em relação aos velórios. Quanto menos tempo, menos gente irá lá, e deverão entrar no máximo 10 pessoas por vez para fazer a celebração, durante 4 horas. Por favor, cumpram.

Situação em Medianeira

A secretaria de saúde deve emitir diariamente um boletim oficial com atualizações, conforme prevê o decreto, para evitarmos informações desencontradas. Para que a realidade seja posta, porque nesse momento de fake news, tem muita coisa sendo divulgada que não é verdade. Até por exemplo, por profissionais, que não sabem como está a situação. Hoje nós temos 47 pessoas em isolamento domiciliar, ou que vieram de regiões que já tem o Covid-19, por exemplo São Paulo ou países do exterior, ou que tiveram contado direto com pessoas contaminadas. Destas 47, oito estão apresentando sintomas. Destas oito, quatro já fizeram exame e das outras quatro será coletado hoje (20). Não tem nenhum resultado de exame ainda. E nenhum caso confirmado. Precisamos aguardar os resultados. Amanhã (21) teremos um novo Boletim e assim será todos os dias. Periodicamente, este Comitê de gestão da crise do coronavírus irá se reunir para decidir quais medidas serão tomadas no próximo momento.

Em relação às indústrias

O nosso decreto contempla comércio e prestadores de serviço. E reitero, é todo o comércio e todos os prestadores de serviço. Por que as indústrias não estão nesse contexto do decreto? Porque elas têm um sistema sanitário e de precaução adotados. O trabalhador da indústria trabalha numa distância já recomendada pelo próprio Ministério da saúde, usa EPI’s (Equipamentos de proteção individual). Por exemplo, se nós formos fazer uma visita a uma indústria, temos que nós paramentar de acordo com a atividade que ela exerce. Todas tem um corpo técnico, tem os equipamentos adequados para continuar na sua atividade. Então, por isso, nós não abordamos essa questão da indústria. E mais um motivo, a indústria, em tese, não tem visita de fora a toda hora como é o comércio. Se você tem um comércio, você recebe cliente a todo momento. Você não sabe quem é esse cliente e nem de onde ele veio. Lá na indústria não, você não entra sem autorização e sem se paramentar. Agora, tem indústria que já está fazendo um contingenciamento , fazendo uma readequação de turnos para reduzir o número de pessoas, porque o grande problema é a circulação de pessoas e a aglomeração, já que o vírus passa de humano para humano. Então, é o contato que deve ser evitado. Como essas indústrias tem toda uma sistemática de controle, elas continuam em atividade.

Prestadores de serviço para a indústria

Se você presta serviço para uma indústria, como pessoa jurídica, ou como profissional liberal, continue prestando esse serviço. O que não pode é continuar prestando serviço para um particular, somente para indústrias.

Rede de saúde do município

Para o coronavírus tem os telefones de contato (3264-8690 ou 98821-4711) para pessoas que viajaram para lugares que tem o vírus. Basta entrar em contato que a secretaria vai tomar as medidas, a pessoa vai ficar em isolamento. Se apresentar os sintomas vai ser coletado exame e se positivo será iniciado o tratamento. A rede pública só vai atender o básico, nós autorizamos a prorrogação de receitas para 90 dias, para que a pessoa não precise ir ao posto de saúde a cada 30 dias. Não vão ao posto de saúde por qualquer sintoma. Nós teremos outras doenças de inverno que chegarão, a dengue está aí. Então, lá na UPA será a porta de entrada, a UBS centro e algumas estruturas que estamos ampliando. Nós teremos como base o Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Luz, numa parceria com a administração municipal, onde serão os internamentos. Nós vamos precisar mobilizar equipamento e pessoal. E já antecipamos que poderemos ter baixas na equipe de saúde, então nesse decreto nós possibilitamos a requisição de serviços, de médicos, enfermeiros e profissionais de saúde, requisição de bens, ou seja, remédios, e de mercadorias e serviços, para que nós não precisemos interromper o trabalho. Por isso que não podemos proporcionar um contágio, porque senão nós não vamos ter condições de atender todo mundo. E você que vai ficar em casa sem trabalhar, aproveite e limpe seu quintal, não deixe acumular lixo, para prevenir a dengue. Monitore ralos, banheiros, porque a larva do mosquito pode ficar alojada no ralo do seu banheiro, coloque água sanitária, verifique todos os dias, limpe para evitar que você tenha o mosquito dentro da sua própria casa. A culpa não é da rede pública de saúde, a culpa é de todos nós, eu me incluo nesses culpados. Então nós temos que conviver com a dengue, com o Covid-19, com gripe agora que vem o inverno. No dia 23 começa a vacinação contra a gripe, se vacine, não acredite em fake news de que a vacina é prejudicial, é a forma mais eficaz de mitigar as epidemias. A vacina dá resultado, tanto é que o sonho da população mundial é uma vacina contra o Covid-19. Nós vamos ter uma rede de atendimento em conjunto com a rede privada, dar o atendimento nos casos de Covid-19 e continuar o atendimento que nós fazemos todos os dias.

Em que pese toda situação grave, quero dizer à população, mantenha a calma, tenha paciência, porque se nós começarmos a ficar nervosos, não conseguiremos raciocinar, para tomar as medidas cabíveis. Se nós não tivermos serenidade, vamos ouvir uma fake news e achar que aquilo é verdade. Vamos ouvir o protocolo do Ministério da saúde, o que diz a orientação da saúde pública do município e na dúvida ligar e perguntar.

Funcionamento da prefeitura

No decreto está prevista a suspensão de todos os prazos administrativos. Cada secretaria vai estabelecer um cronograma de ação, porem nós vamos paralisar os serviços gradativamente. E na volta vamos reavaliar juros, multas para os tributos atrasados, que por ventura o contribuinte não conseguiu pagar neste período. Isso no caso dos tributos municipais.

Prevenção

Água, sabão e álcool em gel. O melhor é agua e sabão ou sabonete líquido. Lavar as mãos, não tocar as pessoas, evitar o abraço. Um exemplo nosso aqui nessa entrevista, nós dispusemos as pessoas distantes, nós não podemos nos aproximar, temos que ter essa consciência. E o álcool em gel deve ser usado quando você for num local em que não tenha condições de se lavar.

Multa

Nós temos tipificado uma multa para quem descumprir o decreto. Vamos atuar, mas o objetivo do decreto não é multar as pessoas. No entanto, a experiência da China e da Europa mostraram que quando foi feito o aconselhamento à população, ninguém seguiu, acharam que não ia acontecer nada. Porém, quando foi baixada uma ordem do governo competente, aí todo mundo passou a cumprir, porque as forças de segurança foram para a rua e obrigaram as pessoas a cumprir a quarentena. Infelizmente a população acha que é brincadeira, e não é. O objetivo do decreto não é multar, mas tudo será fiscalizado.

Bancos e casas lotéricas

Bancos e casas lotéricas: fechados. O comitê se reuniu hoje de manhã (20) e determinou isso. Afinal, bancos e casas lotéricas prestam serviço. E se nós queremos evitar a circulação de pessoas, temos que evitar a ida ao banco e nas casas lotéricas. Temos que fazer o que for possível pela internet.

Kits de exame

A equipe da Secretaria de Saúde centraliza o recebimento. Mesmo se você for atendido na Maternidade ou Hospital São Carlos vai ser encaminhado para que a equipe da secretaria colete o material para o exame. Os kits quem fornece é o Estado e o Ministério da Saúde. Recebemos sete kits que serão usados hoje e um vai faltar, já que temos oito suspeitos. Mas logo deve chegar.

Atendimento domiciliar e delivery

Por exemplo, um médico veterinário que for solicitado pode atender a domicílio. É um plantão e as pessoas que realmente necessitarem serão atendidas a domicílio. Assim vale também para provedores de internet, monitoramento, etc.. Delivery é para gêneros de primeira necessidade, entregar comida. Amanhã ou depois, se a coisa piorar, não vai ter ninguém para entregar nem comida. Então é melhor pagar pela ação do que pela omissão. Eu repito, fiquem em casa.

Dúvidas e conselhos

Sobre dúvidas em relação ao decreto, pode entrar em contato com o gabinete da prefeitura. Mas o decreto é simples de se analisar, é alusivo a todo o comércio e prestadores de serviço: tem que fechar as portas amanhã (21).

E agora eu falo para cada um de vocês: não ouça, não leia e não acredite em qualquer informação, procure órgãos de comunicação oficiais, confiáveis. Procure a informação no site ou ligue para órgãos de imprensa tradicionais do município. Eu oriento que você não saia de casa, fique em casa, por favor! Eu não quero assustar ninguém, mas se você sair para a rua e se contaminar, quando voltar para casa vai contaminar a sua família.

Sobre cultos religiosos e missas: não vá na missa, não vá no culto, preserve o seu pastor, preserve o seu padre, seu pároco. Fique em casa.

Mas se você tiver que ir a um mercado, a uma farmácia, não entre se tiver aglomeração de pessoas. Volte em outro horário, outro dia. Não precisa todo mundo correr para o mercado ou as farmácias para comprar. Não vai faltar alimento nem medicamentos. Cuide de você, porque assim você vai estar cuidando dos seus e não vai transmitir o vírus para terceiros. Serão apenas poucos dias. Mas se nós não entendermos esse recado, vamos contaminar nossa família, nossos vizinhos e vamos transformar a nossa cidade num caos. Então o recado é: fique em casa.

Temos que ter calma, paciência e não entrar em pânico, mas temos que respeitar as regras. Quero dizer que as obras públicas mais importantes que vamos manter são: a manutenção da iluminação pública e a ampliação do cemitério municipal. Porque nós não sabemos como seremos acometidos por essa pandemia. Então, eu estou sendo bem realista, não fiquem achando que é brincadeira, nós vamos ter que ter a logística pronta.

Nós torcemos para que daqui uma semana, ou quinze dias, possamos passar para a imprensa e para a população uma notícia melhor, mas também temos que estar preparados para o pior.

Comentários