C

Comentando

Calou-se a voz do “Alerta Petizada”

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Já abordei esse assunto em outras oportunidades, mas é interessante voltar a observar o que está acontecendo com o futebol brasileiro. Alguns atletas, dentre eles os que estão em final de carreira, estão retornando ao Brasil, nem todos com um grande desempenho na Europa.

E nessa volta, há erros e acertos. Escolha do clube onde vai jogar tem sido fundamental para certos jogadores, pois lá pode ou não ter muito dinheiro e também pode ter ou não um grande e forte grupo para buscar títulos.

É o caso do Flamengo. Montou um time espetacular, ao menos no papel, tem um treinador estrangeiro, que ajuda a quebrar aquele preconceito que temos de treinadores de fora, e uma folha de pagamento impensável para a grande maioria dos clubes brasileiros.

E com isso, eles voltam também a ficar na vitrine do futebol brasileiro para o mundo. Com atuações consideradas boas, em se tratando de futebol brasileiro, logo retornam à seleção e com isso, dão passo importante para voltar à Europa, de onde saíram sem muito espaço. E aí que entram alguns problemas e o principal deles, é exatamente isso: voltar para Europa ou outro continente devido a propostas milionárias. O que deixaria os clubes na mão. Por outro lado, fica a expectativa de ganhar dinheiro com essa venda, digamos assim, entrando um bom dinheiro nos cofres dos clubes.

Para encerrar, rendo minhas homenagens a Ivan Hartmann, falecido no sábado passado. Radialista, por muitos anos dominou o microfone na região e também em cerimoniais importantes. Era considerada a voz mais importante do rádio. A presença de Ivan está marcada na minha infância. Pois foi lá que ouvia o programa “Alerta Petizada”, na Rádio Matelândia, programa direcionado a crianças e pré-adolescentes, aos sábados a noite, com histórias e músicas para crianças daquela época. Dentre elas, as aventuras e desventuras do Macaco Simão. Bons tempos. Pois, agora, calou-se a voz do “Alerta Petizada”.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários