C

Comentando

Calou-se a “Voz do Rádio” do Rio Grande do Sul e do Brasil

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Sempre gostei de ouvir Rádio. E continuo fazendo isso. Até trabalho numa emissora. Lembro detalhes de quando garotinho, observava pai e mãe, ligados no Rádio. Até porque, oriundos do Rio Grande do Sul, o que mais queriam ouvir eram notícias da terra que deixaram. E na região Oeste, ainda não tinha acontecido a invasão das AMs.

E foi assim que acabei me acostumando com uma das vozes mais marcantes do Rádio gaúcho: Milton Ferreti Jung. Com a inconfundível apresentação do “Correspondente Renner”, informativo das horas cheias, ouvia o Milton levar informações do Rio Grande e do Brasil pelas chamadas “Ondas Curtas” durante o dia e a noite pelas “Ondas Médias”.

Pois se calou a voz do “Correspondente Renner” e da famosa narração de gol que somente ele fazia: “Gol, gol, gol!” Por mais de meio século, Minton Jung trabalhou na Rádio Guaíba. A Voz do Rádio, como era conhecido, faleceu domingo, dia 28, em Porto Alegre, aos 83 anos. Ele vinha lutando nos últimos anos contra o mal de Alzheimer, doença crônica que se manifesta lentamente, mas que vai se agravando com o tempo. Ele deixou a narração em 2012, ao atuar durante 15 minutos num Grenal em Porto Alegre. Uma linda história de quem amou o Rádio e fez através dele, sua marca inconfundível.

Bom, para finalizar, destaco um “cara” que tenho admiração e que atualmente joga na Europa. Daniel Alves, que já escrevi, dizendo que ele é imortal. Pois pela idade que tem, 36 anos, ainda está em plena forma, quando muitos na mesma idade já estão se aposentando. Ele deve deixar Paris e retornar ao Barcelona. Mas também estuda proposta para retornar ao Brasil. E nessa lista de estudos, está o São Paulo, ficando assim próximo dos filhos que moram na capital paulista. Um grande jogador e que ainda tem fôlego e físico para ajudar seus companheiros em campo.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários