C

Comentando

Confusão adia final da Libertadores. Clubes precisam mostrar sua força

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Essa indecisão da Conmebol, entidade que coordena o futebol na América do Sul, esses segredos que permeiam os bastidores da entidade e a falta de clareza com que apresenta suas resoluções, leva-me a acreditar que nem tudo está no seu devido lugar.

Descaradamente a proteção aos infratores durante a Libertadores neste 2018 foi muito evidente, principalmente em desfavor aos times brasileiros.

Cruzeiro, Santos e Grêmio passaram por situações, no mínimo suspeitas, sobre a proteção dada a times argentinos. Eu disse, suspeitas.

Mas, convenhamos, deixando de lado a falta de futebol que essas equipes possam ter mostrado em seus jogos, nada justifica o resultado das ações tomadas pela Conmebol.

Agora, vimos que a decisão da Libertadores se transformou em uma verdadeira batalha, muita violência fora de campo, antes mesmo do jogo começar, ao ponto de ter sido transferido em duas oportunidades. E que tipo de punição vai sofrer o clube, cujos torcedores provocaram a suspensão do jogo final? Será que mais uma vez a Confederação vai passar a mão na cabeça dos responsáveis e deixar tudo como está?

Até se fala em fazer esse jogo fora da Argentina. Vejam, meus caros, onde chegamos. Parte da culpa por isso tudo é também dos clubes brasileiros. Enquanto continuarem a promover rivalidades entre eles, tudo fica como está. Mas, é nessa hora que todos poderiam se unir, mostrar força e “trucar” os dirigentes e a Confederação Sulamericana.

Mas ao que me parece, os clubes não tem esse interesse. Preferem fomentar essa rivalidade boba, que não leva a nada. Quero ver uma Libertadores sem os clubes brasileiros. Onde vai dar? Não existe essa competição sem os times do Brasil. É hora de levantar o brado forte e mostrar o que somos e o que temos. Afinal, um país que é penta campeão mundial, não pode ficar sem essa força de representatividade.

Por fim, a rodada do fim de semana do campeonato brasileiro, a última da edição de 2018, com Palmeiras já campeão, ainda definirá uma vaga no G-4 (que dá vaga direta à fase de grupos da Libertadores) e ainda tem uma acirrada disputa para evitar a queda para a Série B: cinco clubes na disputa por duas vagas. Emoção até o fim.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários