C

Comentando

Hamilton corre também atrás dos recordes de Schumacher

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Certa vez ele disse que recordes foram feitos para serem quebrados. E ele continua tentando. Aqui estou me referindo a Lewis Hamilton, que cada vez mais se aproxima de quebrar os recordes estabelecidos por Michael Schumacher na Fórmula 1. Não gosto muito de estatísticas. Até porque, estatística não vence ninguém. Um dia qualquer isso cai por terra. Quebram-se os números e depois dizem que acabou o tabu.

Hora, no esporte, tabu existe para quem não tem competência. Se formos lembrar da história do vôlei brasileiro, no masculino vencer um jogo diante dos russos era coisa de outro mundo. Mas aos poucos isso foi mudando. Aprendemos com quem sabia mais. Foram amistosos e mais amistosos contra russos e americanos, que chegamos um dia a virar potência.

No feminino foi a mesma coisa. A seleção peruana dominava a América do Sul. As cubanas eram imbatíveis. Mas como disse anteriormente, buscamos aprender com quem sabia mais do que nós.

Hamilton nunca escondeu que é fã incondicional de Ayrton Senna, de carreira brilhante até aquele fatídico acidente que lhe tirou a vida. Pois o inglês se espelhou em alguém que sabia muito e por isso hoje colhe os frutos desse trabalho.

E o inglês pode ser campeão no próximo GP que será disputado nos EUA. Falta pouco para o título e assim dá mais um passo para se igualar ao alemão, que já abandonou as pistas.

E por fim, ano chegando ao final e nenhuma expectativa de ver outro brasileiro correndo em uma grande equipe da F-1. Estamos brigando ainda com a falta de bons patrocinadores. Pois nessa modalidade esportiva, não basta ser um bom piloto em início de carreira. É preciso ter também muito dinheiro para patrocinar o ingresso numa equipe de ponta. E dinheiro por aqui ta escasso. Não há perspectiva de que tão cedo possa ser resolvida essa situação.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários