C

Comentando

Libertadores já tem o chamado “grupo da morte”

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Mal saiu o sorteio e já falam em “grupo da morte”. Sempre defendi a ideia de que, quem quer ser campeão, deve enfrentar todos os adversários, sejam eles fracos ou não. Se quer moleza, vai disputar quarta divisão na Eritréia.

Depois do sorteio de segunda-feira (17), em Luque, no Paraguai, faltam apenas uma ou outra definição e depois da primeira fase os grupos estarão completos.

Mas o que se viu foi isso: no Grupo A, já considerado “da morte”, tem River Plate-ARG; Internacional; Alianza Lima-PER e um da fase pré. O Grupo B tem como representante brasileiro o Cruzeiro, que enfrentará Emelec-EQU, Huracan-ARG e Deportivo Lara-VEM; no Grupo D, o Flamengo encara Peñarol (URU), LDU (EQU) e um representante boliviano ainda indefinido. No Grupo F, o Palmeiras encara o Júnior Barranquilla (COL), San Lorenzo (ARG) e um adversário que sairá da pré-Libertadores.

O Atlético-PR ficou no Grupo G, com Boca Juniors (ARG), Tolima (COL) e Jorge Wilstermann (BOL). O Grupo H tem Grêmio, Universidad Católica (CHI), Rosário Central (ARG) e um adversário que sairá da pré-Libertadores. Se chegar à fase de grupos, o Atlético-MG cairá no Grupo E, com Nacional-URU, Cerro Porteño-PAR e Zamora-VEN. A edição de 2019 da Libertadores terá final disputada em partida única, em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro. Além disso, a Conmebol deve implementar o VAR mais cedo, a partir das oitavas de final. Serão distribuídos R$ 600 milhões em premiações, com o campeão tendo direito a R$ 47 milhões, o dobro do ano passado.

O que chama atenção mesmo é a premiação. A competição passa assim a ser muito valorizada, principalmente pelas equipes de maior potencial. Mais dinheiro, mais contratações. Com mais contratações, de boa qualidade técnica, pode-se montar times fortes e almejar outros eventos de porte e que remunerem melhor.

Que venha 2019 cheio de alegrias. Como este é o último comentário do ano, desejo que o seu Natal seja verdadeiramente cristão, com muita paz e harmonia. E que 2019 seja de realizações e muita disposição para trabalhar.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários