C

Comentando

O bom desempenho brasileiro no Pan de Lima

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O Atlético paranaense conquistou na manhã de ontem (horário de Brasília), a Copa Suruga, competição disputada no Japão entre clubes da J League e da Comenbol. Sim, e daí, você pode perguntar, caso não seja atleticano. Qual a importância disso? Bom tem lá suas ressalvas. Mas puramente técnicas. O que importa é a experiência que o clube do Paraná está somando em competições internacionais. Isso sim vale muito. Além, é claro, do prêmio, de quase 3,5 milhões de reais.

Isso sim é muito interessante, se levarmos em conta a penúria que os clubes brasileiros andam. A equipe da Capital até que está em situação muito melhor que a maioria dos clubes, mesmo assim, a grana ajuda ainda mais. O resultado da final: Atlético 4 x 0 Shonan Bellmare.

Estamos nos últimos dias dos Jogos Panamericanos de Lima-Peru. E olha, tem coisas interessantes acontecendo por lá. Mesmo que alguns países, como americanos e canadenses enviaram as chamadas equipes “B”, nenhum atleta que participa dessa competição é de baixa qualidade técnica. Ao contrário. Estamos vendo nomes que muito em breve integrarão as equipes principais desses países, pois são talentosos e treinam muito para alcançar esse patamar.

O Brasil está com um grupo, nem tanto principal e nem tanto grupo “B”. Mesclou jovens talentos com alguns nomes já tradicionais em competições internacionais.

E o resultado que estamos apreciando é muito bom. Até ontem, ao meio dia, os brasileiros estavam com 27 medalhas de ouro, a frente do Canadá, terceiro colocado. E como sempre, EUA disparam na liderança, com mais que o dobro de medalhas de ouro do segundo colocado. Mas no balanço geral, as coisas estão boas para os brasileiros. Além disso, muitos deles estão se preparando para os Jogos Olímpicos de Tókio, e uma competição assim, ajuda muito na preparação e avaliação do potencial.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários