C

Comentando

Tiago Nunes é a nova geração de técnicos brasileiros

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Pois é. Assim como por aqui, na Europa também há vaias quando um grande time deixa a desejar. O empate surpreendente entre Barcelona e Slavia Praga deixou a torcida catalã irritada. Há uma seqüência de maus resultados do Barça, que pode se agravar caso a equipe não se recupere. No campeonato espanhol, lidera pelo saldo de gols, mas já tem a companhia de Real Sociedad e Real Madrid após 12 rodadas. Valverde se segura como pode no cargo de treinador, mas ainda não corre risco de demissão. A Liga dos Campeões é considerada uma competição de altíssimo nível, mas pesa sempre uma cobrança maior sobre quem está habituado a chegar nas fases mais importantes.

Por aqui, o assunto da semana foi a saída do técnico do Atlético-PR, Tiago Nunes, que aceitou a proposta do Corinthians e se “bandeou” para a capital paulista.

Era quase certa a saída do treinador no final do ano, mas a decisão de deixar a capital paranaense antes disso, deixou muita gente irritada. A diretoria atleticana divulgou uma nota onde deixa muito clara a insatisfação com relação ao episódio, ao ponto de dizer que “Tiago Nunes esqueceu muito rápido que poucos meses atrás treinava o time sub-19 do Furacão. O que prevaleceu foi a força dos números”, diz a nota.

O treinador, considerado da nova geração de técnicos brasileiros, tem 39 anos, até se ofereceu para ficar no clube até o fim do brasileirão, mas a direção optou por desligá-lo imediatamente. Muito valorizado após a conquista da Copa do Brasil, Tiago Nunes também corre atrás da vida. O pé de meia começa a se encher de forma mais rápida. Porém, passa a ter um telhado de vidro ainda maior e vai ter que administrar o mau humor do torcedor corintiano quando o clube não tiver bom desempenho dentro de campo.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários