D

Dicas do Chef

Os melhores quitutes de festa junina

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Já começou oficialmente a temporada de festas juninas. E o melhor delas são os quitutes, que, além de saborosos, são cheios de história. Preparados principalmente com produtos como milho, amendoim e mandioca, são de dar água na boca em qualquer época do ano.

Pamonha – Um quitute derivado do milho que não pode faltar em uma mesa junina típica: a pamonha. A cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo, é conhecida pela produção do creme de milho embalado em palha.

Pé-de-moleque – O doce existe desde os tempos do segundo reinado no Brasil e era vendido nos tabuleiros das baianas vestidas a caráter. A junção da rapadura com o amendoim deu origem ao pé-de-moleque. A cidade mineira Piranguinho é a mais famosa na produção do doce artesanal. Não é à toa que todos os anos, em junho, é realizada uma festa dedicada ao quitute.

Quentão – É a bebida que esquenta o arraiá nas regiões onde o frio bate em junho e julho. A mistura do quentão leva gengibre, cravo, canela, fervidos com pinga.

Pé-de-moleque

Ingredientes:

600 g de amendoim torrado e descascado

400 g de açúcar

1 lata de leite condensado

3 colheres de margarina

Modo de Preparo:

1 – Coloque em uma panela o amendoim, o açúcar e a margarina. Mexa o tempo todo.

2 – Quando começar a formar uma calda acrescente o leite condensado e mexa bem até soltar do fundo da panela.

3 – Despejar a mistura em uma travessa larga, previamente untada com margarina.

4 – Esperar esfriar para cortar o pé-de-moleque em pedaços.

Bom apetite!

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Dicas do Chef

Por: Anderson Thomazzoni

Professor e Chef de Cozinha. Formado em Administração e Gastronomia. Pós Graduado em Enogastronomia com especialização em Docência e Gestão do Ensino Superior. Brasileiro, solteiro, 30 anos. Endereço comercial e residencial na Rua Santa Catarina, número 2770. Centro – Medianeira – PR.

Comentários