Economia e Negócios

fecomércio

Consumidores paranaenses cortam gastos no mês de maio

Indicador de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) tem queda de 5,8% no Paraná

PUBLICIDADE

Com receio das consequências pelo agravamento da pandemia, os consumidores paranaenses estão contendo seus gastos. É o que revela o indicador Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), que teve a terceira queda consecutiva.

Com 89,3 pontos, o índice teve retração de 5,8% na comparação com abril e, por estar abaixo dos 100 pontos, se mantém pelo segundo mês na zona de insatisfação. O cenário nacional também é de queda e teve redução de 1,6% na variação mensal, ficando com 67,5 pontos em maio.

Os aspectos que puxaram o ICF para baixo neste mês são Nível de Consumo Atual, com baixa de 10,1%; Acesso ao Crédito, que apresentou contração de 9,8%, e Perspectiva de Consumo, com diminuição de 8,3%. A Compra de Bens Duráveis também teve redução expressiva, ao cair 7,1% em relação ao mês passado.

Apesar de todos os fatores avaliados para composição do indicador terem apresentado queda na variação mensal, os aspectos Emprego Atual e Renda Atual estão em patamar considerado satisfatório, ao marcarem 116,8 pontos e 129,9 pontos, respectivamente, o que pode indicar que a tendência do consumidor comprar menos está muito mais relacionada às incertezas sobre o futuro do que com a condição atual de emprego e renda.

Outro ponto promissor, é que o quesito Perspectiva de Consumo melhorou consideravelmente em relação a maio de 2020, com alta de 48,8%. Os coeficientes Emprego Atual e Perspectiva Profissional também subiram na variação anual, com aumentos de 10,6% e 11,7%.

Segmentação por renda

Na segmentação por faixa de rendimentos, observa-se que o indicador de consumo é menor entre as famílias com renda de até dez salários mínimos desde setembro do ano passado. Em maio, com 88,0 pontos, o ICF caiu 5,6% na comparação com o mês anterior.

Já entre as famílias de maior renda, o índice está em 95,1 pontos e teve baixa de 6,8% sobre abril.

Comentários