Educação e Cultura

INVESTIMENTOS EM EDUCAÇÃO

Medianeira será contemplada com duas novas creches

Medianeira conquistou duas novas creches públicas, uma com recursos federais e a outra por meio do programa “Infância Feliz Paraná”, do governo do estado. As duas vão atender à crescente demanda por vagas e garantir uma educação de qualidade desde os primeiros anos de vida. Elas foram solicitadas através de requerimentos encaminhados pela vereadora Lucy Andreola em parceria com o vereador Marcos Berta, no âmbito estadual por intermédio do Deputado Hussein Bakri, e federal  por meio do Deputado Vermelho. “Entendemos a importância de um local seguro para que as mães possam deixar seus filhos, que são seus bens mais valiosos. E essa demanda têm aumentado ao longo dos anos, devido à migração de pessoas para Medianeira, em busca de trabalho. Já tínhamos encaminhado, desde o início do mandato, a solicitação para uma creche, buscando como fonte o governo federal, um estabelecimento de ensino de maior porte, para que pudéssemos atender essa demanda. Mas, no decorrer dos últimos meses, percebermos que só uma creche não é suficiente. Então, recorremos ao governo estadual e teremos mais uma creche, já garantida”, explicou o prefeito de Medianeira, Antonio França.

O anúncio oficial da nova creche para Medianeira e outros 257 municípios paranaenses foi feito na segunda-feira (10), em Curitiba, pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. O prefeito de Medianeira e a primeira-dama Terezinha participaram da solenidade. Com investimento total de R$ 391,4 milhões, é o maior pacote da história voltado à infraestrutura de educação infantil do Paraná e o maior do País, com a previsão de atender entre 10.200 e 13.800 crianças. Os recursos são fruto de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e Família e a Casa Civil, com aporte do Tesouro Estadual, do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA) e da Assembleia Legislativa do Paraná. O dinheiro será depositado diretamente nos fundos municipais e as prefeituras serão responsáveis pela licitação. Cada unidade deve receber cerca de R$ 1,3 milhão. As creches deverão ser construídas em terrenos com pelo menos 1,2 mil metros quadrados, que serão destinados pelas prefeituras. O projeto arquitetônico será doado pelo Estado para as administrações municipais contratarem e executarem as obras. O projeto padrão tem 456,86 metros quadrados e foi elaborado observando as normas sanitárias, escolares e de bem-estar infantil. Os espaços contarão com três salas de aula, uma brinquedoteca, dois banheiros com fraldários, quatro banheiros comuns (incluindo PCDs), um solário, um pátio coberto, um jardim sensorial, uma sala de amamentação, um lactário, um refeitório, uma cozinha industrial, dois vestiários, uma sala de diretoria, uma sala de secretaria, uma sala de professores e duas despensas. As creches terão capacidade para atender 36 crianças por período. Além disso, elas foram projetadas para facilitar a ampliação em caso de necessidade da prefeitura. Para isso, não será necessário derrubar paredes – basta construir um anexo que também está dentro do projeto. Com a ampliação, a capacidade de atendimento sobe para 46 crianças por período.

Para a construção dos dois estabelecimentos de ensino, a Prefeitura irá realizar a licitação nos próximos dias. No caso da creche federal, o recurso já está autorizado, em fase de contratação com a Caixa Econômica Federal, e para a creche estadual é necessário aguardar a autorização dos recursos, que serão incluídos no orçamento do município, através da aprovação da Câmara Municipal. “Uma creche será construída no Jardim Irene, obedecendo a demanda e a disponibilidade de espaço, e a outra no bairro Nazaré”, finaliza o prefeito de Medianeira.

Comentários