Maisa Responde

Como escolher as melhores roupas para ficar em casa? – Parte II

Na última coluna, falamos sobre como escolher os melhores tecidos e materiais das peças para ficarmos em casa e, nessa semana, trataremos de como escolher as melhores peças de roupas, levando em consideração estilo, conforto e ocasião. 

O home office já é uma prática adotada por muitas empresas, muito antes do corona vírus. E, com ele, veio essa dicotomia de se vestir bem versus confortável para trabalhar de casa. Antenadas com as demandas latentes e com a lacuna que se formava dentro desse nicho, muitas marcas de pijamas lançaram o conceito home wear (ou lounge wear), aliando os elementos de conforto dos pijamas aos de estilo do street style.  Basicamente, são roupas confortáveis feitas com os tipos de algodão mais macios e que não se desgastam com as lavagens, bonitas e multifuncionais, que servem tanto para você trabalhar, realizar atividades domésticas, exercícios físicos leves ou, até mesmo,  compromissos fora de casa. Por apostar em cores neutras, é possível combinar a linha lounge wear com outras peças do guarda roupa e criar um visual mais sofisticado. Inclusive, com o envergamento do consumo consciente e em virtude da versatilidade dessas peças, muitas pessoas têm optado por incluí-las em seus armários. 

Bom, dito isso, vamos as peças?

1) Pijama de malha com modelagem ampla: Ele pode ser utilizado com a blusa tanto por dentro, quanto por fora da calça, se assemelhando a um conjunto de moletom. Para quem não se importa de abrir mão de um pouco do conforto, vale a pena investir em um em tecido plano de seda.

2)  T shirt branca: Aqui, o que vale é prestar atenção no material, corte e modelagem, pois são exatamente esses elementos que irão diferenciar a sua produção.

3) Robes e kimonos: sabemos que robes e kimonos acabam remetendo a estar em casa mas, hoje em dia, encontramos no mercado peças extremamente modernas e diferenciadas que se distinguem pela modelagem, material e estampas.

4) Vestido amplo: essa peça pode, inclusive, ser um pijama. Contanto que tenha um caimento mais larguinho e com um comprimento mínimo a partir do joelho. O material, mais uma vez, fica a critério do usuário.

5) Calças de moletom com punho: Opte por peças que venham com ajuste da cintura, dessa forma, não irão te deixar desconfortável nessa região.

6) Calças leggings: para quem não curte peças largas, existem muitos modelos de calças leggings que possuem tecnologia em sua fabricação, que evitam fadiga das pernas e promovem a melhora da circulação local.

7) Cardigã: essa peça, assim como a t shirt branca, é um coringa dentro do armário por combinar com diversas peças de roupas e ser muito leve. O comprimento, modelagem e material, ficam a critério do usuário que pode morar em um local mais ou menos frio.

8) Blusa de manga comprida ampla: Aqui, você pode optar por diferentes modelos de golas, punhos e mangas para trazer um ar moderno para a produção.

Dica extra: para deixar o seu look ainda mais estiloso, invista em acessórios (especialmente do colo para cima, já que essa é a região que mais aparece do nosso corpo nas reuniões por videoconferência) e em makes leves.

Agora vocês não têm desculpa para não estarem arrumadas mesmo ficando ou trabalhando de casa, não é mesmo? Vejo vocês na próxima dica!

Maisa Responde

Por: Maisa Silvestre

Maisa Silvestre, engenheira têxtil com especialização em gestão empreendedora e engenharia de produção, cofundadora da marca de roupas reversíveis Realma e apaixonada por moda, viagens, vida saudável e faça você mesmo.

Comentários