M

Memórias

MEMÓRIAS

Memórias do Jornal Mensageiro

Seguindo a publicação de reportagens históricas do Jornal Mensageiro, nesta semana destacamos a ordenação do primeiro padre nascido em Medianeira, Valdir Antônio Riboldi (publicada em 19 de janeiro de 1982). Momento propício para relembrar essa notícia, já que a missa do último sábado (08/02/2020), marcou o retorno do Seminário Diocesano a Medianeira e posse do novo Reitor.  E o Padre Valdir Riboldi foi o primeiro Reitor, quando da inauguração do Seminário Diocesano Nossa Senhora Medianeira , em 1983.  

Data de publicação original: 19/01/1982

Número da edição original: 357

PUBLICIDADE

Fac-símile da reportagem de 19 de janeiro de 1982

Primeiro filho de Medianeira Padre

Neste dia 16, em solenidade especial, aconteceu em Flor da Serra a Ordenação Sacerdotal do Diácono Valdir Antônio Riboldi, filho do Sr. Luiz Riboldi e Sra. Osvaldina, sendo Valdir o primeiro padre nascido em Medianeira que recebe a ordem do Presbiterato. A cerimônia deu-se no Estádio do esporte Clube de Flor da Serra, na presença de Sacerdotes, Seminaristas, Familiares e numeroso público, tendo como ordenante o Bispo da Diocese, D. Olívio Aurélio Fazza. Após a liturgia da Palavra, iniciou-se a ordenação que compreendeu a despedida de Valdir de sua família, testemunhado sua idoneidade pastoral e como homem através de um membro da família, seu irmão Luiz; da comunidade Neri Carrer e da vida sacerdotal pelos padres e seminaristas. Em seguida deu-se a Exortação pelo Bispo, o qual delineou a responsabilidade de Valdir, sendo missão de anunciador e pregador da palavra de Cristo, formador da comunidade, formador e construtor da Igreja, um home de comunidade, como sacerdote santificar o povo de Deus. Mandato oficial de oferecer a Eucaristia para o povo, batizar, crismar, perdoar pelo Sacramento da Confissão e Comunhão, unir os esposos pelo Sacramento do Matrimônio, confortar os doentes com a unção, santificador do povo, um homem pastor, um profeta. Disse o bispo: “A Igreja Valdir te exorta, pois o distintivo do sacerdote é o amor que une Deus e o povo”.

Em seguida Valdir é indagado e se ajoelha entrelaçando suas mãos às do Bispo, em sinal de reverência e obediência ao Bispo e seus superiores. Após receber as vestes sacerdotais, a estola de diácono é substituída pela sacerdotal, suas mãos ungidas com óleo simbolizando a purificação. Prosseguindo dada a bênção aos pais de Valdir e aos seus padrinhos, José Callegari e Sra. e Fernando Massaro e Sra.

Momento de muita emoção quando Valdir foi saudado com calorosa salva de palmas pela sua entrada na vida presbiteriana. Momento em que o Padre Valdir, recém ordenado disse: “A gratidão é a mais fina flor de amor”. E num misto de simbologia expressou sua gratidão a todos e deu a primeira bênção como sacerdote.

Comovente mesmo fora o instante em que sua mãe Sra. Osvaldina entregara uma imagem de Nossa Senhora a Valdir e disse: “De hoje em diante eu não posso mais te acompanhar, ela será tua mãe”.

Em nome da Paróquia de Medianeira, falou o Vigário Padre Adriano Van de Vem, expressando a emoção e contentamento da Paróquia e do povo medianeirense.

Após o cerimonial e celebração de Missa, os convidados foram recepcionados no Clube de Flor da Serra com um jantar

1ª MISSA

Na manhã de domingo, Padre Valdir Antônio Riboldi celebrou primeira missa na Igreja Matriz de Medianeira, tendo como padrinho o Sr. Vergílio Angelo Bazzo e Sra. Leda. O padrinho religioso fora o Padre Odilo Rochenbak.

 

Comentários