N

Nosso Povo

Amor e companheirismo

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves
Maria Tereza e Antônio Pires, com o neto mais novo, de sete anos, Guilherme Voss

“Nos conhecemos ainda em Minas Gerais, quando trabalhávamos na roça. Um belo dia, aquele rapaz bonito, que gostava de outra garota, chegou para mim e pediu ‘quer casar comigo?’. Eu fiquei sem jeito, não fazia a mínima ideia do que era isso (rindo). Mas aceitei na hora e estamos casados há 70 anos”, relembra Maria Tereza Louzada, 85 anos, sobre seu esposo Antônio Pires Louzada, 95 anos.

Essa é a história de vida do casal medianeirense, que veio morar no Oeste paranaense após convite de seu amigo Jean Terra, falando da oportunidade de morar num município que teria futuro. “Saímos de lá em sete pessoas num caminhão, três mulheres grávidas e quatro homens, durante quatro dias em estrada de chão, com pouco dinheiro. Desde que chegamos a Medianeira, há 55 anos, moramos boa parte da nossa vida na roça. Como a idade chegou e não conseguíamos mais trabalhar no campo, decidimos morar na cidade. Faz cinco anos que estamos nessa casa”, contou Antônio.

Os anos passaram e a família cresceu. Hoje o casal tem sete filhos, 10 netos, um bisneto e muito amor e companheirismo.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Tanner Rafael Gromowski

Formado em Letras português/espanhol pela UDC Medianeira, pós graduado em Língua Portuguesa pela FAG Cascavel, trabalha como repórter e redator desde 2013 no jornal Mensageiro.

Comentários