N

Nosso Povo

Dedicação a Deus

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves
Pastor Carlos e esposa Cleonice – dedicação a Deus e ao próximo

O pastor Carlos Pedro Roberto nasceu em Lajinha – MG, no dia 11/09/1965. Filho de Jose Pedro Filho e Maura Vieira Mariano, é casado com Cleonice Barbosa Pedro, possui três filhos: Adriano, Thiago, Camilla e cinco netos: Pedro, Aryanne, Enzo, Yasmim e Isabella.

Criado na cidade de Duque de Caxias – RJ, sempre na igreja e reunião familiar (família grande com 12 tios e dezenas de primos), teve uma infância cheia de aventuras e começou a trabalhar aos 11 anos de idade no comércio local. “Meus amigos eram da igreja, não sou filho de pastor ou qualquer outra autoridade eclesiástica, mas aos 15 anos senti o chamado para o Ministério, só que a vida continuava. Fui trabalhar na capital, onde se abriram novos horizontes, trabalhei como ourives, produtor musical, vendedor de materiais odontológicos (profissão que me proporcionou conhecer as capitais do Brasil e também a capital da Argentina, Buenos Aires). Em 1995 fui morar em Vitória – ES e consegui um emprego na Gillete do Brasil, onde cursei Propaganda e Marketing na própria companhia”, conta Carlos.

 Em 2000, surgiu uma vaga para eu e minha família irmos para Boston – EUA. “Juntos, decidimos abdicar do trabalho humano e iniciamos nosso trabalho para Deus. Montei uma fundação sem fins lucrativos e abrimos nossa casa para ser uma Casa Lar. A família aumentou de quatro para 24 moradores – graças a Deus foi uma benção, todos nos tínhamos cama e roupas individuais para usar, éramos uma família”, relata o pastor.

Em 2004, segundo Carlos, o pastor Irio Cassol o convidou para montar a mesma estrutura em Medianeira. “Infelizmente não deu certo e no ano de 2005 fui convidado a assumir o Ministério Infantil da Comunidade Cristã de Adoração, foram muitos cultos, EBF, noites de pijama, passeios”, relembra.

Já formando em Teologia, em 2010 o pastor passou no vestibular da UTFPR para Engenharia Ambiental (trancamento especial). Mas em 2011 Carlos sofreu um acidente automobilístico, que resultou em redução das atividades e em janeiro de 2019 encerrou seu ciclo por determinação médica. Ele finaliza: “quanto ao futuro, tudo a Deus pertence. Orem por mim”.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Ana Cláudia Valério

Mestre em Educação, Especialista em Docência no Ensino Superior e graduada em Comunicação Social – Jornalismo. Tem experiência em Jornalismo nas áreas de Televisão, Assessoria de Comunicação e Jornal Impresso, tendo trabalhado em veículos de comunicação, instituições de ensino superior e campanhas políticas. Hoje é editora do Jornal Mensageiro.

Comentários