N

Nosso Povo

Pelos Caminhos

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves
Depois de anos, o Roberto reingressou novamente numa instituição financeira, agora na Cooperativa de Crédito SICOOB

Roberto Fernandes é filho de uma tradicional família de oleiros, nasceu em Assis (SP), em 1952, mas ainda pequeno seus pais, Fausto e Lourdes Fernandes, fixaram residência inicialmente em Cornélio Procópio e sete anos depois em Andirá, já com uma prole de oito filhos, onde residem até hoje. “Minha infância foi muito breve, mas nem por isto menos feliz. Por vezes ainda me vem uma nostalgia do tempo da “grapette”, do pão com mortadela e das peladas de futebol e os indefectíveis times, com e sem camisa”, recorda.

Ao chegar neste belo torrão de Medianeira, logo conheceu e se encantou por Lucy Andreola. Casou-se quatro anos após conhecê-la e tem dois filhos: Marion, casada com Alexandre e Conrado casado com Geany Bárbara. E bem recentemente, para a imensa alegria da família, desembarcou o neto Bento Ernesto.

Roberto conta que viveu num tempo em que trabalhar era preciso e aos 14 anos principiava sua carreira bancária no Bamerindus. Como era muito comum, trabalhava de dia e estudava à noite. Frequentava o Curso Científico e posteriormente, de 1971 a 1974 cursou Administração de Empresas, interrompendo-o restando apenas meses do seu término para assumir como funcionário do Banco do Brasil em Medianeira. “Foram quase 25 anos, onde convivi com pessoas espetaculares e delas e da instituição muito aprendi a galgar passo a passo a longa estrada desta importante instituição. Fiz minha escolha por trabalhar apenas na agência de Medianeira para conciliar as atividades da minha esposa como administradora dos negócios agropecuários da família”, descreve.

Depois de anos, o Roberto reingressou novamente numa instituição financeira, agora na Cooperativa de Crédito SICOOB e como membro do conselho de administração até 2016, e desde 2017 detém o mandato de Presidente do Conselho de Administração até 2021. “Esta experiência está dignificando minha carreira de 40 anos de serviços prestados às instituições financeiras e uma realização inimaginável em 1966, quando dava os primeiros passos como contínuo do então Banco Mercantil e Industrial do Paraná. O cooperativismo SICOOB representa o maior sistema de cooperativas de crédito do Brasil e está presente em quase todo o Brasil, principalmente nas pequenas e até mesmo carentes comunidades”, salienta orgulhoso.

Mas como a vida não é somente trabalho, Roberto destaca um capítulo importantíssimo da vida: quando fez o caminho de Santiago de Compostela. “Foi um alicerce muito importante em minha vida, pois sempre entendi que o homem deve ter o seu tempo de espiritualidade, de reflexão e de encontro consigo mesmo, não ao fim, mas durante toda a vida. O ano de 2000 marcou a primeira edição, tendo como companhia meu inestimável amigo Ivaldir Frandoloso (Guacho). Nas edições seguintes, 2010 e 2014 formamos um quarteto inseparável: Guacho, Mingo (Domingos Frandoloso) e Aldo Sergel. Da primeira viagem, as memórias foram registradas no livro “Confissões de Um Peregrino”, onde relato todas as minhas sensações, dores, superações e uma busca incessante às nossas inquietações, permitindo que o mundo pessoal e os labirintos da alma sejam novamente conhecidos”, finaliza com nostalgia.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Ana Cláudia Valério

Mestre em Educação, Especialista em Docência no Ensino Superior e graduada em Comunicação Social – Jornalismo. Tem experiência em Jornalismo nas áreas de Televisão, Assessoria de Comunicação e Jornal Impresso, tendo trabalhado em veículos de comunicação, instituições de ensino superior e campanhas políticas. Hoje é editora do Jornal Mensageiro.

Comentários