Policial

SÃO MIGUEL DO IGUAÇU

Audiência Pública debate construção da Casa de Custódia

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O Prefeito de São Miguel do Iguaçu, Claudio Dutra, esteve na manhã de hoje (01) participando da Audiência Pública convocada pelo Juiz de Direito e Diretor do Fórum da Comarca, Dr. Ferdinando Scremin Neto, sobre a Construção e Instalação da Casa de Custódia em São Miguel.

Autoridades municipais, representantes de órgãos de segurança, Ministério Público e a população em geral, estiveram presentes no salão do Júri do Fórum, com capacidade de 60 pessoas, as demais acompanharam o debate pelo facebook com transmissão ao vivo e também no lado de fora do prédio com manifestação.

O projeto de uma Casa de Custódia é para abrigar de 500 a 750 presos, atendendo a demanda da Delegacia da Polícia Civil que está superlotada, e dos outros municípios da região. Junto também, está a construção de um novo Fórum e uma nova sede para o Quartel do Corpo de Bombeiros.

O Prefeito Dutra é favorável a construção. “O problema existe e para isso temos que achar soluções. O DEPEN apresentou o projeto da construção desta casa com verbas dos Governos Federal e Estadual, o Município só precisa fazer a doação do terreno e, por se tratar de um local de fronteira, com a BR de fácil acesso, estamos analisando de fazer a doação do lote lá perto do pedágio, tirando esses presos do centro da cidade. Junto com isso, vamos receber ainda um novo Fórum e um Quartel dos Bombeiros, estamos pensando no futuro do nosso Município”, salienta Claudio Dutra.

Para o Juiz Dr. Ferdinando, a audiência foi positiva. “Procuramos esclarecer à população a respeito da ideia e da necessidade de mudar esse estado de precariedade das delegacias. Policial Civil deve estar na rua investigando e não cuidando de preso e, essa é a nossa realidade. Com o DEPEN, o sistema de administração é diferente e principalmente em Casa de Custódia, onde ficarão presos provisórios e muitos são da região, além da ressocialização com trabalho e estudo”, enfatiza.

Todos esses projetos ainda passarão por votação no Legislativo Municipal.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários