Policial

RECEITA FEDERAL

Porto Seco de Foz do Iguaçu fechou o último trimestre de 2020 com maior movimento da história

Recinto liberou mais de 169 mil caminhões em 2020 e se mantém como o maior da América Latina em movimentação de cargas

PUBLICIDADE

Apesar da pandemia, o Porto Seco continuou com grande movimentação em 2020 com a liberação de um total de 169.657 caminhões.

Partindo-se do ponto de vista comercial, o fluxo total de comércio estabelecido via recinto foi de aproximadamente 4,6 bilhões de dólares. Dessas divisas, cerca de US$ 2,5 bilhões oriundos de exportações e US$ 2,1 bilhões provenientes de importações.

Os quadros da sequência apresentam os pesos e valores totais das cargas de importação e de exportação que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu em 2019 e 2020, com o detalhamento do país de procedência/destino.

Cargas de IMPORTAÇÃO que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu
País de OrigemAno 2020
Peso (milhões de quilos)Valor (milhões de US$)
Argentina413505
Chile68273
Paraguai1.3991.230
Total1.8802.008
Cargas de IMPORTAÇÃO que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu
País de OrigemAno 2019
Peso (milhões de quilos)Valor (milhões de US$)
Argentina333537
Chile60369
Paraguai569910
Total9621816
Cargas de EXPORTAÇÃO que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu
País de DestinoAno 2020
Peso (milhões de quilos)Valor (milhões de US$)
Argentina130420
Paraguai1.2232.124
Total1.3532.544
Cargas de EXPORTAÇÃO que ingressaram no Porto Seco de Foz do Iguaçu
País de DestinoAno 2019
Peso (milhões de quilos)Valor (milhões de US$)
Argentina92427
Paraguai9092.024
Total1.0012.451

No último trimestre, a movimentação de cargas foi a maior da história. Só em dezembro de 2020, 25.891 caminhões passaram pela Ponte Internacional da Amizade, o fluxo supera o recorde anterior batido em outubro de 2020.

Durante o ano, foram liberadas 96.843 cargas de importação. Destas, o destaque foram as Importações do Paraguai, com expressivo aumento de cargas no segundo semestre, e maior ainda no último trimestre. Entre outubro e dezembro foram importados mais de U$ 737 milhões, mais do que o total resultante dos seis primeiros meses do ano, U$ 731 milhões. Em relação ao quarto trimestre de 2019, essas operações tiveram um aumento de mais de 58%.

Os gêneros mais importados foram peixes, frutas, leite, alho, azeitonas, feijão, farinha de trigo, alumínio, óleos, ferro, têxtil, arroz, trigo, milho e soja.

Quanto às exportações, em 2020 foram 72.814 cargas, o resultado apresentou um aumento de aproximadamente 12,6 % com relação a 2019, quando foram liberadas cerca de 64.662 cargas.

Os principais gêneros exportados em 2020 foram derivados de celulose, plásticos, fertilizantes, maquinários agrícolas, veículos, peças, aço e madeiras.

Tais resultados fazem do Porto Seco de Foz do Iguaçu o maior da América Latina no quesito movimentação de cargas, tendo como destaque a operação de exportação para o Paraguai, em que foram liberadas 66.237 cargas, o que representa em número de caminhões 39 % de todo o fluxo do período, considerando o total de 169.657 cargas liberadas no ano.

Comentários