Pé-direito duplo: vantagens e dicas

PUBLICIDADE

Quem adora iluminação natural, amplitude e design, já tem um amor especial pelo chamado “pé-direito duplo”. O pé direito de uma casa se refere à altura entre o piso e o teto, já o termo “pé-direito duplo” significa que essa altura é duas vezes o tamanho da tradicional.

Ele garante aquela sensação de amplitude e de um projeto de decoração exclusivo. Ambientes com pé-direito duplo tendem a ser mais confortáveis também, já que são mais arejados e melhor iluminados.

Esse recurso arquitetônico combina muito com ambientes integrados, com mezaninos e com escadas abertas. Mas esse recurso não é apenas para casas com mais de um andar. Casas térreas também podem receber essa opção e ficam magníficas.

POTENCIALIZANDO A DECORAÇÃO – As escadas, por exemplo, podem se tornar o espetáculo do ambiente. Elas podem ser vazadas, com detalhes em ferro, guarda-corpo em vidro, de mármore, entre outros.

Lareiras ou móveis como prateleiras, armários e estantes, por exemplo, podem ser melhor explorados em casas de pé-direito duplo. Quanto maior a estante, mais bonito fica o design e a disposição dos objetos no ambiente.

VANTAGENS X DESVANTAGENS DO PÉ-DIREITO DUPLO – Um ponto positivo é a iluminação. Com esse ganho de altura é possível a utilização de pendentes grandes, lustres, spots, além da iluminação natural, que pode ser bem explorada.

Com a possibilidade de alocar grandes janelas nesses ambientes, a entrada de luz natural fica garantida, além da circulação de ar, o que sem dúvida é uma enorme vantagem.

Em contrapartida, para manutenção e limpeza das janelas, por exemplo, você pode precisar contratar uma empresa, o que acaba pesando no bolso. A manutenção da iluminação também demanda mão de obra especializada.

Fonte: casavogue.globo.com ,simplesmentedecor.blogspot.com, decorfacil.com

Comentários