A

Arquitetando

Principais dicas na hora de escolher tapetes

PUBLICIDADE

Um tapete pode mudar totalmente a cara de um ambiente. Ele tem potencial de agregar sofisticação, requinte e conforto.

Na hora de escolher o tapete ideal, devemos levar em consideração diversos fatores. A variação de preços é enorme, assim como os materiais, formatos, cor, qualidade, textura, tamanho e outras características que implicam em um amplo leque de alternativas.

Primeiramente o tapete deve estar adequado ao ambiente e mobiliário. Ele é uma peça chave para demarcação do espaço. Na sala de estar, a dica é escolher modelos de tapete maiores que o sofá, assim conseguimos integrar os outros itens da sala sobre o tapete, como poltronas, mesa lateral, luminárias de piso.

Na sala de jantar a regra é similar, o tapete deve ter tamanho suficiente para que quando a mesa estiver em uso, as cadeiras permaneçam sobre ele, ou pelo menos 70 cm a mais do que a área ocupada pela mesa, para você ter espaço para arrastar as cadeiras sem que elas enrosquem no tapete.

Após definir o tamanho, o próximo passo é a escolha do material e cor. Hoje existe uma infinidade de cores e estampas para combinar com os mais diversos estilos. Quando for usar um tapete próximo a outro, o ideal é buscar um denominador comum entre modelos, pode ser a cor, textura, uma estampa ou até a moldura de acabamento. Você também pode trabalhar com peças do mesmo tom, mas com tramas variadas.

Na sala de estar, a dica é escolher modelos de tapete maiores que o sofá, assim conseguimos integrar os outros itens da sala sobre o tapete (Projeto Ana Paula Rossetto e Jaqueline Mafini)

Arquitetando

Por: Jaqueline Mafini

Formada em Arquitetura e Urbanismo desde 2014 e pós-graduada em Engenharia de Gestão e Prevenção Contra Incêndio e Pânico. Atua na área desde 2010, com destaque para design de interiores e prevenção de incêndio.

Comentários