C

Comentando

Brasil fulminante elimina mais uma vez a Argentina

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Uma vitória com superioridade. Mesmo que o adversário tenha chutado duas bolas na trave, mesmo que o adversário tenha tentado botar pressão sobre a zaga brasileira, mesmo que do outro lado tinha um dos melhores jogadores do mundo, isso tudo não foi suficiente para impedir a vitória brasileira. O 2 x 0 sobre a Argentina e a consequente vaga na final da Copa América, mostrou um time brasileiro eficiente, aproveitando bem as oportunidades que surgiram, sendo fulminante.

Foi um jogo agradável de ver. Mesmo que alguns momentos tenha se transformado no velho clássico do passado, quando era inevitável ter briga dentro de campo. Com isso, Tite fica muito perto de conquistar um título sob o comando da seleção e confirmar, caso o ganhe, que nunca o Brasil perdeu uma Copa América quando a sediou. Mas é preciso ficar atento. Seja quem for o adversário, dentro de campo os dois lados querem a vitória. Querem erguer a taça de primeiro lugar.

Por outro lado, é triste ver Messi tentar e não conseguir, mais uma vez, levar seu país à conquista de um título. Ele, o melhor jogador do mundo, que encanta a todos quando joga pelo Barcelona, não tem título com sua seleção. Para quem gosta de bom futebol e jogado por quem realmente sabe, e no caso dele, sabe muito, fica uma sensação de ter comido algo sem sal, sem sabor, sem gosto algum.

Mas você há de dizer: bom, ele é argentino!  É, sim, mas isso é o lado passional do torcedor. Mas para quem gosta de futebol, bem jogado, bonito de se ver, é uma pena vê-lo fora de uma final.

Para domingo, na grande final, o que queremos realmente é ver um jogo bonito, um time brasileiro bem postado em campo e um estádio cheio. E o Maracanã pode nos proporcionar isso tudo.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários