C

Comentando

Como se define um craque no futebol?

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Um narrador, um repórter ou um comentarista podem transformar um perna de pau num craque, a ponto de ser chamado para vestir a camisa da seleção de seu país? Pode. Acontece muito. Tenho visto alguns jogos, onde em campo, local de trabalho desses atletas, não fazem nada mais do que sua obrigação, muitas vezes serem classificados como craques, ou porque marcaram um “golaço” num chute de fora da área ou esporadicamente fazem uma jogada diferente.

Um golaço é digno dessa classificação, quando nasce de uma boa trama de bola, numa envolvente jogada individual, numa espetacular “bicicleta” autêntica e não uma meia virada, enfim, naquilo que os olhos se encantam verdadeiramente e a alma transborda de alegria.

Necessariamente não precisa ser o seu time do coração. Basta se encantar pela jogada que viu. Certa vez vi Rogério Ceni marcar dois gols de falta num mesmo jogo e ao mesmo tempo perder um pênalti. Ainda assim, o vi como um craque. Faço esse preâmbulo para dizer, que nem mesmo o técnico da seleção brasileira consegue definir se este ou aquele jogador serve para vestir a camisa da nossa seleção. Se bem que tenho lá minhas dúvidas de quem verdadeiramente convoca jogadores.

Depois de ver num fim de semana um jogador chamado David Neres marcar um gol na Europa e logo na seqüência ser convocado para os amistosos da seleção brasileira, essas mesmas dúvidas continuam.

Associado a isso, a pressão por parte da mídia esportiva que tenta forçar a convocação de Dudu, do Palmeiras, fico cada vez mais tentando entender se há ou não independência de quem faz a tal relação de convocados.

E os problemas aparecem nos resultados. Como muitas vezes jogos amistosos interessam mais aos patrocinadores do que de preparação do time, o torcedor que se arrebenta na arquibancada de tanto torcer, quando os resultados positivos não aparecem. E como torcedores, somos passionais, só queremos vencer. E talvez aquela convocação que você tenha achado estranha, não vá acontecer outra vez. Só o tempo dirá.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários