C

Comentando

Perdas sentidas

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

A conquista da Copa América é nada mais do que fazer o dever de casa. Ainda mais decidindo título contra o Peru. Não desmerecendo os peruanos, até porque eles estão apresentando uma evolução muito grande, tem bons jogadores e o treinador argentino que impôs um esquema de jogo interessante. Poderia ter atacado mais o Brasil, mas o medo de levar uma sacada impede que adversários, seja lá quem forem, prefiram sempre jogar na espera do erro.

Com isso, Tite se mantém no cargo, por enquanto. Logo vem a edição 2020 da Copa América, que vai ser para igualar com o calendário europeu. E a próxima será compartilhada entre argentinos e colombianos. Por falar em argentinos, deixando de lado a choradeira pela eliminação na semi, nem o VAR foi competente para marcar o pênalti a favor dos hermanos. E foi. O que faltou foi coragem da equipe de observação confirmar para o árbitro do jogo que a falta existiu. Com relação a Messi, para mim, ao lado de CR7, os maiores do mundo na atualidade, fica a decepção por não ter ajudado seu país na conquista de um título. É o que falta para o craque argentino.

Encaminho o comentário dessa semana, homenageando duas pessoas que partiram desse mundo, e que ambas tem um significado muito especial. Deonísio Teza, ou simplesmente o Teza da rodoviária. Vivemos um tempo memorável no Clube União. Ele sempre foi e será o melhor massagista que passou naqueles bons tempos, onde uma verdadeira chuva de títulos premiou aquele grupo. Uma boa pessoa.

E também quero registrar minha tristeza pela morte de Luiz Hoflinger, presidente da Sicredi. Sempre nos tratamos com muito respeito, cordialidade e simpatia. Até mesmo quando ele “tirava com minha cara” pelas disputas clubísticas. Ele colorado e eu gremista. Perdemos uma pessoa com grande espírito de grupo, de comunidade, culto e batalhador. Que semana, meus amigos. Que semana. Talvez um dia, possamos encontrar bons substitutos. Mas as perdas serão muito sentidas.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários