C

Comentando

Tempo de negócios no futebol

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Parada para férias. O futebol brasileiro chegou ao fim nesta temporada. Apenas o Atlético-PR continua em campo e isso ainda vai até o dia 12 da semana que vem. Os demais todos já estão em período de férias.

Aliás, esse é o período em que dirigentes mais trabalham. Eles vasculham o mercado em busca de reforços, dentro de seus orçamentos, pensando na próxima temporada e para melhorar o desempenho do time. No caso do campeão Palmeiras, ainda assim, os dirigentes se voltam em busca de reforços. Até porque, há competições importantes depois da conquista do título do brasileirão.

Vem o paulistão, a Copa do Brasil e a Libertadores. E na bagagem o planejamento para se chegar ao título mundial, ou ao menos, disputar essa competição no final do ano que vem.

Outros tentam juntar as peças e os retalhos de uma frustrante temporada. E temos aqui no Estado, dois casos. Coritiba e Paraná Clube que disputam juntos a Série B. O primeiro não teve forças suficientes para subir à divisão especial para 2019. O segundo não teve qualidade técnica para se manter na Série A. Subiu num ano e caiu no seguinte. Falta estrutura e dinheiro para se manter entre os grandes.

Por outro lado, o mercado da bola vai movimentar milhões de reais novamente entre o fim dessa e o começo da nova temporada. Tem clube grande de olho em jogadores de clubes grandes. E as propostas vão virar a cabeça dos jogadores. Isso sem contar com o assédio de empresários que querem levar jogadores para a Europa e outros centros.

E chega a hora que não tem como segurar. Isso pode representar um bom reforço de caixa, no entanto, os valores ficam muito abaixo do que pedem os europeus depois de fazer suas compras sobre o mesmo jogador.

Mas ainda assim, estamos fechando um bom ano. Muito trabalho e bons resultados.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Comentando

Por: João Hermes

Radialista e cronista esportivo do Jornal Mensageiro desde 1985.

Comentários