Especial

EMPREENDEDORISMO FEMININO

Suspiros que mudaram a vida da medianeirense

As mulheres ocupam cada dia mais espaço no mundo dos negócios, embora ainda existam obstáculos culturais a serem superados. Segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), realizada pelo IBGE, 9,3 milhões de brasileiras são líderes em seus negócios. Apesar das adversidades, as empreendedoras foram as que mais tentaram encontrar maneiras de continuar seus negócios durante a pandemia. E ao ilustrarmos o dia do empreendedorismo feminino (hoje, quinta-feira 19), conversamos com uma medianeirense que relatou-nos sobre abrir o próprio negócio em casa.

PUBLICIDADE

“Não é nada fácil, porque eu não tive qualquer outra referência, ninguém da minha família empreende, tudo foi por minha força de vontade de ter um negócio”, afirma Luana Lorenzoni

“Eu sempre tive muita vontade de empreender, mesmo sem ter conhecimento prático ou técnico do que é empreender”. Foi com essa frase que a medianeirense Luana Lorenzoni iniciou nossa entrevista. E tudo começou por causa de um imprevisto na vida, que a fez tomar a decisão de investir numa empresa, a Contém Suspiros. “No começo do ano, eu trabalhava numa empresa privada e fui diagnosticada com hérnia na coluna, na região lombar; e acabei afastada do trabalho por 15 dias. Nisso, tomei a decisão de empreender em casa, fazendo suspiros personalizados”, relembrou Luana.

A empreendedora fez pesquisa de mercado e cursos online para começar a produzir os suspiros gourmet artesanais com teor de açúcar reduzido, saborizados ou tradicionais. “O começo foi bastante difícil, porque a base que eu tinha era apenas o curso de preparo e, que eu saiba, aqui na região não tem algo parecido com o meu trabalho. Comecei os testes em forno comum elétrico, perdi muitas receitas; mas eu estava determinada a fazer algo e sair do emprego que eu estava. Eu e meu marido compramos um forno específico para a secagem, desidratação das claras com açúcar por longo tempo em baixa temperatura e comecei a produzir”, pontuou Luana.

Coincidentemente, o trabalho começou durante a pandemia, seguindo todas as normas sanitárias de uso de máscara, álcool em gel, higienização, conforme as autoridades da Saúde exigiam. “O que mais me deixa orgulhosa é que outras empreendedoras medianeirenses gostaram da minha ideia, também ajudaram na divulgação e, hoje, tenho uma cartela de clientes com mais de 200 pessoas que compram durante o mês”, complementa Luana.

Questionada sobre como se sente em empreender, Luana foi taxativa: “Eu choro todos os dias (risos). Não é nada fácil, porque eu não tive qualquer outra referência, ninguém da minha família empreende, tudo foi por minha força de vontade de ter um negócio. Portanto, empreender é marketing, produção, financeiro, gestão… é ser tudo dentro de uma empresa”, concluiu a empreendedora.

Interessados em fazer encomendas, ligar 99118-0060, acessar o Instagram @contemsuspiros e https://linktr.ee/Contemsuspiros.

Comentários