Maisa Responde

Afinal, os tecidos são fontes de contaminação para o Corona?

Muita gente não entende ou não sabe, mas precisamos nos atentar para higienizar adequadamente as superfícies têxteis da nossa casa, mais especificamente aquelas que temos contato direto como roupas, toalhas e lençóis. Apesar de não existirem estudos conclusivos de quanto tempo o coronavírus pode permanecer ativo em diferentes tipos de tecidos, infectologias indicam que patógenos em geral costumam permanecer ativos em média entre 72 e 96 horas, em panos. Então, preparei dicas úteis de como cuidar desses itens e evitar uma possível contaminação.

– Para sair de casa, escolha peças de roupas mais resistentes, isso porque, você poderá utilizar a alta temperatura na máquina de lavar e esterilizar a peça mais facilmente. Além disso, pelo mesmo motivo, prefira peças que possam ser colocadas em água sanitária. E, caso isso não seja possível, ao lavar a peça, junte ao sabão uma tampinha de álcool 70%.

– Quando voltar para casa, a recomendação é trocar de roupa e tomar um banho. O ideal é retirar as peças na lavanderia e evitar sacudi-las para que, caso o vírus esteja presente na fibra da roupa, ele não se espalhe pelo ar. Pesquisas confirmam que o vírus pode ficar em suspensão no ar por até 3 horas e por vários dias em superfícies. Se não puder lavar a roupa imediatamente, coloque-a em saco plástico, isolando-a das demais peças do cesto de roupa. O processo de lavagem com água e sabão é suficiente para matar o vírus e, caso utilize a máquina de lavar, diminua a quantidade de peças e aumente a quantidade de sabão a fim de garantir uma maior e melhor limpeza. A secagem ao sol ou na secadora contribui para eliminar algum vírus que eventualmente tenha sobrado. Mas preste atenção para colocar suas roupas para secar nas horas mais quentes do dia e deixá-las expostas por, pelo menos, duas horas. Se quiser garantir uma proteção extra, quando a etiqueta da roupa permitir, use o ferro bem quente para passá-la. Caso haja alguma pessoa contaminada em casa, suas roupas, toalhas e lençóis devem ser colocados em um saco plástico e lavados separadamente das demais pessoas da casa.

– Deem atenção as toalhas de banho, em especial, as de rosto. Elas devem ser de uso individual, pois alguém pode ter usado antes de forma inadequada expondo a toalha a áreas não lavadas adequadamente que porventura tenha partículas virais. A troca tanto de toalhas, quanto de lençóis, deve ser aumentada nesse período, visto que o vírus pode passar para os tecidos, caso estejam em contato com pessoas infectadas. A higienização tanto dessas peças segue a mesma linha que a indicada acima para as roupas. Com relação aos demais itens da casa feitos de tecido, como cortinas, toalhas de mesa, guardanapos de pano e tapetes, devem seguir a mesma linha de cuidados e higienização e a frequência de lavagem deve ser aumentada.

DICA EXTRA: recentemente, foi lançado no mercado o Visto. Bio Corona, um produto contra o Covid-19 que é capaz de nos proteger do vírus. Basta borrifar nos locais de interesse e, em seguida, os ativos naturais se fixam na superfície criando uma barreira antisséptica, que impossibilita a proliferação de microorganismos. E o mais legal é que é possível borrifar no ar da casa, do carro e do elevador, nas compras, no cabelo, no corpo e, claro, nas roupas.

Viram como é possível com dicas simples higienizar os têxteis da casa e proteger a sua família desse vírus? Caso fique alguma dúvida ou sugestão de pauta, não hesite em entrar em contato. Vejo vocês na próxima dica.

Maisa Responde

Por: Maisa Silvestre

Maisa Silvestre, engenheira têxtil com especialização em gestão empreendedora e engenharia de produção, cofundadora da marca de roupas reversíveis Realma e apaixonada por moda, viagens, vida saudável e faça você mesmo.

Comentários