Maisa Responde

Vamos nos reinventar?

Entra ano, sai ano, mudam as tendências da moda, as cores e cortes de cabelo, os acessórios que usamos, as comidas que ficam famosas, as séries mais comentadas e as músicas mais ouvidas. Com o rápido acesso à informação e as mudanças de era que estamos passando, tudo acontece numa velocidade frenética e, assim como começa repentinamente, termina rapidamente também. Transpondo essa lógica para a nossa vida, podemos dizer que o processo de amadurecimento e autoconhecimento acaba promovendo certas mudanças na nossa aparência e nos nossos gostos pessoais e profissionais também. Não é à toa que não gostamos mais da mesma decoração da casa, não ficamos mais com o mesmo modelo de celular, não gostamos mais daquele carro lançado há dois anos e não queremos sempre viajar para o mesmo lugar. Calma, isso é normal e natural de todo e qualquer ser humano.

Nunca se falou tanto em reinvenção quanto depois da pandemia que ainda estamos atravessando. Muita gente precisou mudar, adaptar suas vidas e negócios para continuar pagando boletos. Outros tantos, enxergaram algumas oportunidades de negócios e resolveram se jogar no mundo do empreendedorismo. Independente de qual for a sua situação, aposto que se eu te perguntasse se gostaria de fazer o que faz até se aposentar, você responderia que não. Afinal, se mudamos nosso modo de vestir, de comer e de socializar com as pessoas, certamente com a nossa carreira não poderia ser diferente. E por que eu falei tudo isso? Pra te dizer que vamos mudar por aqui também…

Para quem não sabe, sou engenheira têxtil, tenho especialização em gestão empreendedora e engenharia de produção, já trabalhei em 3 multinacionais têxteis, morei em 12 cidades diferentes, já dei aula em uma faculdade e já tive uma marca de roupas. Ou seja, essa não é a primeira, tampouco será a última vez que irei me reinventar. E tá tudo bem!

Eu sempre adaptei minha carreira de acordo com as minhas necessidades pessoais individuais e as fases de vida que eu estava vivendo. Assim como citei ali em cima, o que faz sentido pra gente hoje, pode não fazer amanhã, não é mesmo? E a Covid 19, além de nos forçar a nos reinventarmos e adaptarmos, nos fez refletir sobre o que realmente importa e pensar no futuro com um novo olhar. Uma vez que me dei conta disso, percebi que eu já tinha phd em trocar de carreira e que, mesmo que informalmente, eu já tinha ajudado muitas pessoas a fazerem essa mudança em suas vidas também. Então, durante toda essa quarentena, eu resolvi voltar para dentro do ovo e investir formalmente nessa área como master coach de carreira e empreendedorismo com propósito. E, agora, depois de muito estudo, de dar muitas mentorias e desabrochar alguns cases de sucesso, vou sair do casulo e usar esse canal para ajudar cada um de vocês que está ou quer passar por uma transição de carreira e não sabe por onde começar. Continuaremos sendo o “Maisa responde”, porém, agora, o foco principal vai ser você e não vou mais falar de problemas e sim da solução.

Sejam muito bem vindos à nova era do “Maisa responde”!

Maisa Responde

Por: Maisa Silvestre

Maisa Silvestre, engenheira têxtil com especialização em gestão empreendedora e engenharia de produção, cofundadora da marca de roupas reversíveis Realma e apaixonada por moda, viagens, vida saudável e faça você mesmo.

Comentários