N

Nosso Povo

COLUNA

Bases da cultura local

Valorizando o leque de conhecimento, arte e cultura, que foi aberto com o Festival de Medianeira, esta semana convidamos o Diretor do Departamento de Cultura, para nos contar um pouco da sua história e sua profunda ligação com a música.

João Batista é Diretor do Departamento de Cultura de Medianeira e integra o grupo de Gestores da Cultura e Patrimônio do Oeste do Paraná

Nascido em Ubiratã em 1968, João Batista é pai de Rafael Augusto de Oliveira, que mora em Portugal. Formado em Administração, músico, cantor, compositor e professor de música e canto. Atualmente é Diretor do Departamento de Cultura de Medianeira e integra o grupo de Gestores da Cultura e Patrimônio do Oeste do Paraná, além de também atuar como Gestor de Cultura na AMOP.

Veio ainda criança para Medianeira na década de 1970 com a família, seu pai havia sido transferido do Departamento Nacional de Estrada e Rodagem. Estudou seus primeiros anos na Escola Ângelo Darolt, onde já se apresentava cantando em dupla nas comemorações e festivas do colégio, depois cursou o ensino médio no Colégio João Manuel Mondrone e mais tarde se formou em Administração. Trabalhou no comércio de Medianeira desde os 18 anos, onde começou como vendedor, gerente e depois abriu sua própria empresa, a MB Moveis e Instrumentos Musicais. Paralelo a isso, tinha sua própria banda, que tocava principalmente em bailes e festas de comunidade.

Outro trabalho que desenvolvia era ensinar música nas comunidades, através da Igreja Católica onde também tocava nas liturgias, ordenações sacerdotais, missas e festivas da Paróquia Nossa Senhora Medianeira, por mais de 35 anos. Foi membro da Fundação Coral Medianeira, ajudou a fundar o Grupo Viola de Pinho e foi Diretor de Comércio da ACIME.

Perguntado sobre os desafios de dirigir o Departamento de Cultura de Medianeira respondeu: “Estar à frente da Cultura do município é uma honra, pois sei bem os anseios da comunidade cultural, sei da responsabilidade enorme de desenvolver e organizar as políticas públicas na área da cultura. Estamos tomando decisões, algumas ações já foram efetuadas e outras ainda estão em plano para 2023: como a qualificação dos nossos professores através do Bolsa Cultura; aumentar as oficinas culturais; reforma e ampliação do Teatro CPC Arandurá; descentralização das oficinas culturais para os bairros e interior, criação de um Conselho Municipal de Cultura; criar um fundo para a cultura e fomentar as ações; além de apoiar a Casa da Memória, que já é uma realidade em nosso município”, afirma.

João também comentou sobre o Festival de Medianeira, realizado pela Unicultura em parceria com a Prefeitura de Medianeira, através da Secretaria de Educação e Cultura e o CPC Arandurá. “Foi um sucesso de público, em que tivemos uma grande participação da comunidade em geral com mostra de cinema, dança, teatro, ópera, entre outras artes voltadas para escolas e público em geral”, destacou.

A Cultura de Medianeira agora se prepara para o final de ano. “Está montando um grande espetáculo de Natal e a já convidamos a toda comunidade para participar das ações nos dias 10 e 11 de dezembro, na Praça Ângelo Darolt, que será toda decorada para receber o Natal. Além dos shows na virada de ano com a dupla Fernando e Fabiana e Fabio Mahan”, informa João. Quem quiser saber mais pode entrar em contato pelo telefone (45) 3264-8674.

 

Nosso Povo

Por: Douglas Florêncio

Técnico em design gráfico e fotografia pelo Sesc/PR. Colunista esportivo, há mais de 10 anos trabalhando em jornal e outras mídias.

Comentários