N

Nosso Povo

Traços que marcam

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

O desenho é uma arte que está inserida em nosso meio desde o século XV, quando foi inventado o papel, mas acredita-se ser a forma de linguagem mais antiga que existe, já que desde a pré-história era usado como forma de ritual, em que acreditava-se que o desenho poderia ganhar “alma” própria.

Hoje, o desenho é, sem dúvida, a ferramenta mais valiosa para uma criação artística seja ela qual for, considerada uma virtude cada vez mais difícil de ser encontrada. Podemos destacar alguns mestres do desenho como: Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael, Pablo Picasso, entre outros tantos.

Aqui no Jornal Mensageiro temos a honra de trabalhar com um cara que, paralelamente ao trabalho na Gráfica Valério, onde é responsável pela gravação das chapas e acabamentos, produz obras interessantíssimas com lápis e papel. Nilson Roveda desenha em grafite e lápis de cor, criando charges, caricaturas, autorretrato, pinturas em tela, reproduzindo desenhos, entre outras funções. No Mensageiro é ele quem desenha as charges. “Comecei em meados de 1985, parei um tempo, e voltei novamente alguns anos depois”, relatou.

Em conversa com o “nosso artista”, Nilson comentou que começou a desenhar aos cinco anos de idade e a paixão pelo desenho foi crescendo. Em 2010, após um curso de aperfeiçoamento de técnicas, tornou-se de fato desenhista.  Para a criação de uma obra como o quadro “Santa Ceia” (foto) ele demora cerca de 30 dias para produzir e cobra em média R$ 350,00, utilizando papel especial para desenho e moldura.

Quem quiser saber mais sobre seus trabalhos ou contratar serviços, pode entrar em contato pelo telefone pelo Facebook: /nilson.roveda ou telefone (45) 99995-5178.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Douglas Florêncio

Técnico em design gráfico e fotografia pelo Sesc/PR. Colunista esportivo, há mais de 10 anos trabalhando em jornal e outras mídias.

Comentários