N

Nosso Povo

artista

Transformando lixo em arte

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

Há poucos dias me deparei com um trabalho fascinante, foi um daqueles acasos que parece que já estava marcado para acontecer. Por intermédio de um amigo, conheci Fernando Pereira, nascido em Santa Helena – Paraná, no dia 06 de setembro de 1988.  Graduado em Licenciatura em Artes pela Faculdade UNIVEL de Cascavel (2013-2015). Casado com Luana Mara Radaelli Pereira, também formada em Artes. Está morando em Medianeira há cinco meses.

Fernando produz quadros em madeira e MDF usando material descartado, e transforma lixo em quadros lindos e envolventes. A paixão por produzir as obras, segundo ele, surgiu na faculdade. “As técnicas despertaram algo incrível em mim, e então não parei de produzir”, comentou.

Utilizando técnicas de xilogravura e pintura a óleo o artista produz obras de encher os olhos. “Faço os quadros por amor, um hobby. Já trabalhei como professor de Artes no Estado, soldador, pintor, motorista, atendente, pedreiro e fiscal. Minha casa é repleta de quadros, muitos quadros. Não paro de produzir (risos), a arte é uma forma de expressar minhas emoções, ela traz e constrói valores ao ser humano, ela torna a vida mais bela e admirável”, destacou Fernando.

Para a técnica de xilogravura (arte de fazer gravuras em relevo sobre a madeira), o artista utiliza uma ferramenta chamada “retífica” para desenhar, e na pintura tintas especiais a óleo. A base vem de materiais recicláveis/descartados, como pedaços de guarda-roupa, pia, armário, enfim, qualquer peça de madeira ou mdf. Esse material também serve para fazer a moldura dos quadros.

O valor das obras depende do tempo que se leva para produzir, além das técnicas utilizadas e o tamanho do quadro. Por exemplo, se for uma pintura de tamanho A2, Fernando leva em média três horas para terminar, o valor varia de R$150,00 a R$200,00. Se for uma xilogravura do mesmo tamanho, duas horas de produção, variando de R$100,00 a R$180,00, ambas com moldura. Seus trabalhos já participaram de diversas exposições além de festas, festivais, bares, restaurantes, comércio, etc… Sempre no intuito de divulgar seu trabalho e de conhecer novos artistas. “Reproduzo qualquer tipo de imagem nos quadros, desde paisagens, animais, bandas, até fotos em família”, relatou.

EXPOSIÇÃO– Em Medianeira quem quiser conhecer um pouco deste trabalho incrível podeacompanhar a exposição de obras no Tiger Burguer (Bairro Itaipu). Para 2019,quem tiver interesse em aprender as técnicas, Fernando está disponibilizandoaulas de gravura e pintura para Medianeira e região. Você pode acompanhar ostrabalhos e ficar por dentro das novidades seguindo o artista nas redes sociais(Instagram e Facebook), pelo nome Fernando Pereira ou Ferfaz, ou ainda entrarem contato pelo telefone (45) 98829-4363.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Douglas Florêncio

Técnico em design gráfico e fotografia pelo Sesc/PR. Colunista esportivo, há mais de 10 anos trabalhando em jornal e outras mídias.

Comentários