N

Nosso Povo

Um novo sentido

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves
Lucas Poletto, além de não ter largado a música, faz perfumes artesanais

Quando falamos no nome de Lucas Poletto, lembramos daquele menino que desde cedo demonstrava participava de Festivais e que chegou ao Top 10 do reality show Ídolos, do SBT em 2006. Mas o Lucas de hoje, além de não ter largado a música (aos finais de semana é vocalista da banda Moderatto), faz perfumes artesanais. “Já trabalhei com diversas marcas de contratipos, mas tinha dificuldade de encontrar alguns perfumes aromáticos que me agradavam mais. Comecei a pesquisar e ver que era possível fabricar meus perfumes de forma artesanal. Busquei conhecimento, transformando isso numa oportunidade de negócio e também realização pessoal. Foi então que criei a marca ‘Por ML Parfum’, ecológico e artesanal, com o objetivo de oportunizar ao cliente a possibilidade de comprar um perfume de qualidade pela quantidade de ml que ele quiser e puder”, comenta Lucas.

Segundo ele, o mais legal da ideia é que atinge a todos os públicos e bolsos, já que os frascos variam de 5 a 100 ml com preços de R$10 a R$ 85, dependendo do volume. “O cliente pode ainda retornar com o frasco e fazer a reposição do perfume com desconto no valor, estimulando assim o hábito de reutilização e, consequentemente, a diminuição da produção de lixo ao meio ambiente”, destaca.

Realizado com a atividade, Lucas relembra sua trajetória até aqui. Nasceu em Medianeira no dia 06 de setembro de 1985. Filho de Luiz Carlos Poletto e Isolaine de Luca Poletto, tem dois irmãos mais novos: Marcelo (29) e Gabriel (22). “Tenho uma filha chamada Laura que já fará cinco anos dia 05 de junho, razão da minha vida, e há dois anos estou em um relacionamento com Michelle, uma paulista, que é minha super parceira e apoiadora”, conta.

 Em relação ao seu interesse pela música, ele credita a sua avó Salete Locks De Luca, que sempre cantarolava e colocava os discos de vinil para cantarem. “Tanto que aos cinco anos eu já queria me apresentar com microfone e tudo e aos seis anos meu pedido de páscoa foi uma caixinha de som e um microfone, aquilo era uma grande realização”, recorda.  Lucas lembra também do amigo Felipe Prado, com quem dividiu os palcos no início de tudo. “Eu tinha seis anos e já gelava o coração quando havia um festival de música”.

Dali em diante, a música passou a ser algo sério, com participação em festivais, a passagem pela Fundação Coral Medianeira, até chegar aos programas de TV. “Confesso ter sido um divisor de águas na minha vida, não falando de dinheiro e fama, mas de melhora da autoestima e de acreditar que somos capazes de ir muito mais longe. Morei quase cinco anos em São Paulo, foi um período de aprendizado, conquistas e muitas derrotas. Aprendi que existem pessoas muito boas e outras que servem só para atrasar nossa vida. E o mais importante: passei a valorizar muito mais nossa cidade de Medianeira”, salienta Lucas.

De volta para casa em 2011, Lucas se formou em Fisioterapia, mas não exerce a profissão. Preferiu trabalhar no salão de beleza da família (Pollymax), atuando em diversas atividades, principalmente com sobrancelhas, venda de produtos e perfumaria. “Eu sempre fui fascinado pela perfumaria, sou muito conhecido pelos que me cercam por ter uma boa memória olfativa, reconheço o perfume que as pessoas usam. Também desde pequeno gostava de brincar de vender coisas, então uni a fome e a vontade de comer e comecei vender perfumes”, finaliza.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA NOSSAS COLUNAS

Nosso Povo

Por: Ana Cláudia Valério

Mestre em Educação, Especialista em Docência no Ensino Superior e graduada em Comunicação Social – Jornalismo. Tem experiência em Jornalismo nas áreas de Televisão, Assessoria de Comunicação e Jornal Impresso, tendo trabalhado em veículos de comunicação, instituições de ensino superior e campanhas políticas. Hoje é editora do Jornal Mensageiro.

Comentários