N

Nosso Povo

Vida dedicada ao funcionalismo público

PUBLICIDADE

São 39 anos de dedicação ao funcionalismo público, 22 deles na Agência do Trabalhador de Medianeira. Esse é Vicente Marcolino da Silva

A Coluna Nosso Povo desta semana conta a história de Vicente Marcolino da Silva, Coordenador da Agência do Trabalhador de Medianeira, que nesta segunda-feira (03) foi homenageado pela Administração Pública Municipal pelos 39 anos completados como funcionário público. “Minha infância foi bastante simples, de muita luta e trabalho árduo. A oportunidade de vir a Medianeira trabalhar surgiu após minha irmã Cleusa casar-se com João Camilo. Ao chegar aqui, eu trazia na mala algumas roupas antigas, esperança e uma bicicleta desmontada no bagageiro do ônibus. Meu cunhado conseguiu uma vaga na antiga fábrica de manilhas, e assim iniciava a minha trajetória dentro da Prefeitura, há 39 anos. Era um trabalho cansativo, puxado. Eu carregava muito peso de sol a sol… No final do dia eu estava moído”, relembra Vicente.

Natural de Terra Roxa, filho de Aleixo e Maria, aquele rapaz de 18 anos sonhava com mais, queria mais. E quando seu encarregado falou sobre a oportunidade de aprender a ler e escrever, Vicente não pensou duas vezes: “Daquela turma, só eu quis estudar. Depois do trabalho, tomava banho e ia para aula, eu nem sabia segurar um lápis, só enxada, mas sabia que queria e podia mais. Fiz o mobral, depois o ensino fundamental , ensino médio e pude me aperfeiçoar para melhorar na profissão”, conta.

Durante esse caminho, casou-se com Matilde Cavalca, e aos 28 anos foi pai de Daiane Cavalca da Silva, sua filha única, jornalista e empreendedora. Após muitos anos de Prefeitura, Vicente resolveu fazer uma graduação em Gestão Pública e logo depois uma pós-graduação. Atua na Agência do Trabalhador há 22 anos, proporcionando oportunidades para as pessoas arranjarem o primeiro emprego e de continuarem no mercado de trabalho. “Trabalhar com mão de obra é algo muito gratificante, poder ajudar as pessoas, disponibilizar vagas de emprego e saber que o nosso município tem empresas com potencial para melhorar o nosso desenvolvimento e o futuro do nosso povo”, afirmou.

Marcolino, Bolacha, Vicente. São muitos apelidos e reconhecimento por onde passa. Além das dificuldades da vida, também enfrentou grandes batalhas, que com o apoio de sua família, foram vencidas uma a uma. Atualmente é casado com Mari Oliveira Arruda. Não arreda o pé do seu posto de trabalho, e quando perguntado sobre a aposentadoria, ele diz: “Enquanto puder eu vou trabalhar, porque o trabalho edificou minha vida, minha casa, minha família e tudo que eu tenho. Até onde eu conseguir, estarei honrando com a minha profissão”, confirma Vicente.

Nesta semana, a equipe da Agência do Trabalhador fez uma singela homenagem pelos 39 anos de dedicação ao serviço público, 22 deles na Agência; realizado pelos funcionários Ana Júlia, Cleide, Edite, Matheus, Romário, com a presença do prefeito Antônio França, secretárias de Desenvolvimento Econômico, Márcia Hanzen, e de Administração, Solange Lima. “É muito importante ser homenageado, pois é uma vida de muita dedicação. Afinal, não são 39 dias, são 39 anos a serviço”, exalta o coordenador

Sobre a homenagem, os funcionários da Agência e as secretárias exaltaram: “Em maio de 1982, começava uma história de dedicação ao funcionalismo público, que por vezes é árduo e desafiador. Parabéns Vicente pelos 39 anos como servidor público e pelo seu legado de realizações profissionais. Você é uma referência e exemplo para nós”.

Sua filha, Daiane Cavalca da Silva, enche-se de orgulho e emoção ao falar de uma das suas maiores inspirações: “Só a gente sabe todas as batalhas que já vencemos, e só eu sei o quanto tenho orgulho do meu pai, que sempre me ensinou a ser honesta, batalhadora, e buscar no trabalho tudo aquilo que preciso para crescer, sem passar por cima de ninguém. E nunca chegar atrasado, ele é ‘terrível’ com horários. Te amo muito meu paizinho, obrigada por tudo e por tanto. Conte comigo para tudo, não importa a dificuldade estaremos sempre juntos, você e eu sabemos disso”, concluiu Daiane.

Nosso Povo

Por: Tanner Rafael Gromowski

Formado em Letras português/espanhol pela UDC Medianeira, pós graduado em Língua Portuguesa pela FAG Cascavel, trabalha como repórter e redator desde 2013 no jornal Mensageiro.

Comentários