Política

MEDIANEIRA

Câmara cobra solução ao problema de abastecimento de água em Medianeira

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

A Câmara Municipal de Medianeira, através do Requerimento n.º 021/2020, de autoria de todos os vereadores, aprovado na última sessão, dia 9 de março, solicita ao chefe da Casa Civil, Guto Silva, e ao diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, o cooperação na agilização dos trâmites e autorizações necessárias para o início das obras da nova captação superficial de água no Rio Ouro Verde, que deverá solucionar os problemas de abastecimento de Medianeira.

A reivindicação foi pessoalmente levada à Curitiba nesta quarta-feira (11), pelos vereadores membros da Mesa Diretiva, Valdecir Fernandes, Pedro Seffrin e Nelson de Bona, que buscam, juntamente com os demais vereadores, soluções emergenciais para a situação que tem afetado a população por semanas.

Os representantes do Poder Legislativo Municipal também entregaram o documento em mãos ao chefe de gabinete da Presidência da Sanepar, Fabrício Castilho Haesbaert, alertando-o sobre a indignação de toda a comunidade com relação a qualidade dos serviços prestados pela Companhia.

Veja o requerimento na íntegra:

“REQUEREMOS a Presidência, após ouvido o Soberano Plenário, assegurado pelo art. 86, inciso III e nos termos do art. 114 do Regimento Interno, o envio de expediente ao Chefe da Casa Civil do Estado do Paraná, Senhor Luiz Augusto Silva, e ao Diretor-Presidente da Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar, Senhor Claudio Stabile, solicitando o dispêndio de esforços no sentido de agilizar os trâmites e autorizações necessárias para o inicio das obras da nova Captação Superficial de Água no Rio Ouro Verde, que deverá solucionar os problemas de abastecimento no Município de Medianeira.

JUSTIFICATIVAS: Medianeira tem crescido de forma acelerada nos últimos anos, expandindo a área urbana com a abertura de novos loteamentos, e consequentemente gerando aumento no consumo de recursos hídricos. Já há alguns anos a população tem sofrido com interrupções no fornecimento de água, que segundo informações da Sanepar, ocorrem porque, além do aumento no consumo, a vazão do Rio Alegria tem diminuído ao longo dos anos, e nos períodos de estiagem já não supre as necessidades do Município. Esta Casa Legislativa, como representante dos interesses da população, tem questionado com considerável frequência as ações tomadas pela SANEPAR com o intuito de melhorar ou expandir o sistema de captação e abastecimento de água, e em resposta ao Requerimento nº 210/2019, de autoria de todos os Vereadores, a SANEPAR encaminhou o Ofício nº 675/2019-GRFI, informando sobre as obras planejadas para os próximos anos, que incluem, entre outras ações, a recuperação do manancial do Rio Alegria, e uma nova obra de Captação Superficial no Rio Ouro Verde. Em reunião realizada com a Gerência Regional da Sanepar, fomos informados que esta nova obra de captação superficial deverá suprir as necessidades tanto atuais, quanto projetadas para o crescimento do Município no longo prazo, e que os procedimentos necessários para a aprovação dos projetos e posterior início das obras já foram iniciados, porém, devido à complexidade da mesma e da natureza pública da Sanepar, vários meses são gastos com o trâmite de documentos entre a empresa e órgãos do Governo do Estado, levando a previsão de entrada em operação desta obra apenas para 2025, representando um acréscimo de vários anos aos problemas gerados à população pelas interrupções no fornecimento de água, o que, se levarmos em consideração o ritmo de crescimento do Município, tende à se agravar rapidamente. Por estes motivos, solicitamos o dispêndio de esforços de Vossas Excelências no sentido de agilizar a realização desta obra, e outras que tenham por intuito solucionar os problemas atuais, pois a população está a exigir soluções que garantam regularidade no abastecimento”.

PUBLICIDADE

Anuncie - Naves

LEIA POR EDITORIA

Comentários